Triste e óbvio


No Arraiá do Pic, Moema Staling Soares e o presidente do clube, Antonio Eustáquio da Rocha SoaresFoto: Richard Produção e Vídeo
Triste e óbvio
O Atlas Brasil, indicador da Fundação João Pinheiro, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), anunciou uma "impensável e impensada novidade".  O estudo descobriu que, em Belo Horizonte (e até em Marte) dinheiro dá mais saúde e longevidade.  Coisas do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) das regiões da capital.

Óbvio e ululante
A Vila Pinho é um dos aglomerados que fazem parte da UDH Vila Ecológica Águas Claras, que compreende ainda a Vila Formosa e outros oito bairros. Típica área de ocupação irregular, às margens de um poluído córrego.  A expectativa de vida na região é de, anotem: 69,85 anos.

Ululante e gritante
Agora, outra novidade para pasmar o mundo. No topo da lista dos bairros onde a longevidade é maior, depois do Belvedere e Mangabeiras (82,04 anos) aparecem Santo Agostinho/Lourdes (81,88 anos), Savassi/Funcionários (81,82 anos) e Cidade Jardim/Santa Lúcia/São Bento (81,59 anos).

O caminho da eternidade
A segunda edição da mostra e venda de decoração vintage e contemporânea, Modernos Eternos BH - O melhor do passado, com o melhor do presente - será aberta ao público dia 20, no antigo "Clube dos Caçadores", Mangabeiras. Ela ancora o Circuito DMAIS, de 20 de junho a 2 de julho e terá 20 ambientes assinados por mestres da decoração. "A mostra é de uma simplicidade elegante que encanta e surpreende com sua sofisticação única", diz Josette Davis, organizadora da feira, já capital, em nossa capital.

A grande atração da noite, a dupla Cesar Menotti e Fabiano

Foto: Richard Produção e Vídeo

Curtas & Finas

* A 2ª Modernos Eternos BH entrega surpresas: o antigo Clube dos Caçadores, no Mangabeiras, é local inédito em eventos de decoração, design e arte.

Comemorando os 120 anos de BH, Grandes mulheres de famílias tradicionais, cedem peças de seu acervo pessoal que contam nossa história.

No BHOOM, mais de 60 artistas anunciam a abertura do Modernos Eternos, dia 19, numa grande intervenção artística.

Artistas plásticos, grafiteiros e designers, agindo nos tapumes da Praça Sebastião Paes de Almeida, em frente ao imóvel do Modernos Eternos.

Tudo documentado pela produtora Tandera Filmes, Heitor Muinhos (Art Moulin) e Ton Nettos Fotografia. É tanta coisa mais que não cabe aqui, mil perdões.

* Carlos Bracher, FIEMG e Sesi apresentam a mostra "Bracher 60 Anos de Pintura". Até 2 de julho, no Prédio da FIEMG, Ouro Preto.

* A mostra Casar BH reúne renomados fornecedores da decoração em casamento, entre os dias 23 e 25, no Buffet Catharina.