Ressaca Energética

Ele não quis contar, mas o Google fofoqueiro entregou, o nome do baiano Bell Marques é Washington Marques da Silva. Surgiu no estrelato como vocalista da banda Chiclete com Banana e agora segue solo, com o mesmo sucesso. Bell Marques estará no "enterro dos ossos de Momo", a festa pós Carnaval, no Mirante Beagá, dia 16. Ele será a grande novidade 2018 da A.F.I.M – A Festa dos Incansáveis.


- Bell, primeiro, por favor, explique este "Bell", é sino em inglês, é apelido ou abreviação de Isabello?
- Não deixa de ser um pouco dos três! Mas o motivo, mesmo, nada mais é do que um apelido carinhoso que minha mãe me deu! (risos)

- Você tem receita infalível pra ressaca?
- Não tem nada melhor para a ressaca do que buscar o equilíbrio e nem deixar que ela chegue! Não vale a pena passar o dia seguinte se queixando do corpo depois de uma bela festa, com tanta gente bacana e experiências tão marcantes. O melhor de tudo é beber com moderação e se divertir sem contra indicação.  

- E para ressaca de carnaval? Mais música, mais carnaval?
- A ressaca de Carnaval, com mais festa, é a única ressaca que vale a pena! Ela tem um gosto de quero mais, bate saudade, é bom demais. Imagine só: cinco dias de folia, ai vêm dois dias de descanso e voltamos novamente para a pista. No que depender de nós, essa ressaca não vai sair da cabeça.

- Os brasileiros, no caso os mineiros, são mesmo adeptos do A.F.I.M?
- Eu espero que sejam adeptos, sim, porque se depender de mim, a gente não vai parar tão cedo. Se não for incansável, é melhor ficar em casa dormindo! (risos) Esta será minha primeira vez no Carnaval do Mirante BH. É uma alegria e uma enorme responsabilidade subir no palco desta festa, que também é novidade em 2018. Torcendo para ser a primeira de muitas. Da minha parte, tenho certeza que vou me divertir bastante e fechar o Carnaval em grande estilo. Que venham os mineiros!

- E o lado familiar da ressaca, com teus filhos Rafa e Pipo?
- É sempre muito bacana estar no mesmo evento que eles, porque é uma oportunidade de entrarmos na rotina juntos, viajarmos juntos. É quando colocamos a conversa em dia, com calma, jogando conversa fora. As rotinas acabam nos afastando um pouco, principalmente nesse Carnaval, que quase não vamos nos ver. E além do convívio, tem o orgulho de vê-los juntos, colhendo o resultado do trabalho que vêm desempenhando. Tocar ao lado deles é uma grande honra.

- No palco, teremos sucessos da tua ex banda, Chiclete com Banana e o que mais?
- O Chiclete será sempre presente na minha vida. É minha história e, sim, sucessos dessa história sempre estão no repertório. Mas é Carnaval, então, a gente se diverte com os sucessos dos amigos também e, claro, da minha carreira solo.

- Mudando de assunto, o Brasil cansa ou dá pra ser Incansável de Brasil, neste ano de Copa do Mundo e Eleições?
A gente cansa, mas não desiste!