Prudência italiana

Ainda na super festa de Plínio Carvalho, o aniversariante com sua Cristiane e o músico Cláudio Venturini
Foto:Edy Fernandes

Prudência italiana
Angelo Marino, do Emporium Paraíso, entre vinhos, passou-nos provérbio italiano: "Na família é sempre bom ter um padre, um chef e um advogado. Padre para abençoar e espantar os males, chef porque todos gostam de comer bem e advogado porque nunca é demais se defender de algo.
 
Ir e vir
Fazemos coro para a colega Goretti Sena, diretora do jornal Belvedere & Condomínios, cobrando melhorias na mobilidade urbana para a região.  Enquanto se discute um plano que contemple  toda a cidade, engenheiros e especialistas de trânsito e tráfego desenvolvem soluções inteligentes para dias melhores; a Via Estruturante, talvez a última oportunidade para o trânsito cada vez mais caótico.
 
Ir e rodar

Trata-se do DDI que inverte as mãos sobre o trevo do BH Shopping e alivia o tráfego; a requalificação do Anel Rodoviários; o Tron, projeto onde ônibus mergulham em uma faixa sob a Raja Gabaglia; o Move para a Nossa senhora do Carmo; o viaduto da BR-356 no Morro do Papagaio.
 
Rodar e viver

E mesmo um pontilhão no Vila da Serra. Atentos ao crescimento do Vetor Sul, Lagoa dos Ingleses, onde está o Projeto CSul; especialistas apontam  soluções para implantação do projeto, diante de prováveis impactos. A mesma situação recomenda a necessidade de transporte de massa, considerando a convivência com veículos, bicicletas e principalmente pedestres. Está na hora de pensar  grande, em iniciativas público/privadas  com apoio da população e da imprensa, unidas por um futuro civilizado.

As belas da festa de Plínio Carvalho: Fernanda Lima, Cristiane Carvalho, Ana Guimarães, Alessandra Ourives, Renata Cabral, Danielle Pongeluppes
Foto: Edy Fernandes

Curtas & Finas

* Maiores detalhes dos projetos de mobilidade urbana, supracitados, no www.jornaldobelvedre.com.br

* Quem passar pelo centro pode admirar a 12ª edição do Presépio de Natal do Parque Municipal. Com um tema muito apropriado, “Misericórdia”, pode ser visitado de terça a domingo, das 6h às 18h.

Trata-se de uma cabana montada com bambus e lona, em estilo rústico. Cenários e personagens foram criados a partir de materiais recicláveis que, na maioria das vezes, são recolhidos no próprio parque, como folhas, sementes e serragens.

* A prefeitura de Belo Horizonte, via Fundação Municipal de Cultura (FMC), recebe até 14 de janeiro, inscrições de propostas de ações culturais para a ocupação do Museu da Moda.

Propostas de palestras, workshops, reuniões, debates, treinamentos, capacitações, painéis, seminários, apresentações teatrais, de dança, música de câmara, exposições.

Editais para consulta no site bhfazcultura.pbh.gov.br via link “Licitações e Editais”.