Pós luxo

A modelo internacional Crista Cober que faz parte do time da L´Oréal Professionnel
Foto: Divulgação

Eva Castell, que participou da 5º edição da maior feira de arte brasileira, a ArtBrazil, em Miami.Foto: Lukas Suski



Pós luxo
O luxo puro e "simples"  das marcas consagradas não é mais o mesmo. Luxo chique agora é o pós luxo, como mostrado no programa Mundo S.A. da GloboNews. Em 2017 as 100 maiores empresas de luxo faturaram 200 bilhões de dólares. Este novo luxo baseia-se não em marcas consagradas, mas na qualidade, originalidade, num serviço/produto consciente que respeita seu entorno; não é modismo, é inteligente.

Pós perfeição
Sem grife, sem ostentação. Até o artesanato, mas em feitio de arte, produtos únicos e feitos à mão, o melhor em objetos com os melhores artesãos do Brasil, por exemplo. Arte indígena, cerâmica de autor, produtos de comunidades, e ONGs, que podem custar de R$ 5 a R$ 15 mil.

Pós refeição
No restaurante Lasai, no Rio, o menu degustação custa R$295. É caro porque a horta é própria e esbanja qualidade. O cliente sabe que vale o que custa. E os melhores preços do dia fazem o cardápio. O pós luxo engloba qualquer produto/serviço e o cuidado com a matéria prima.

Já desconfiávamos

Segundo pesquisa de Satisfação do Passageiro do Ministério dos TransportesPortos e Aviação Civil, o aeroporto Internacional de BH é o terceiro melhor do país na avaliação dos passageiros. Nota 4,48 (em uma escala de 0 a 5). Em pouco mais de três anos, Tancredo Neves (Confins) subiu nove posições no ranking.  "A cada pesquisa (o aeroporto) evolui na qualidade da prestação de serviços. Este 3º lugar é um marco para a concessionária", diz Adriano Pinho, diretor-presidente da BH Airport.  

Curtas & Finas

* A entrevistada de amanhã, no programa DNA, com este colunista, na Band Minas é Tereza Guimarães, diretora/presidente  do Hospital da Baleia.

E é Minas Tênis na folia. No Espaço Pacífico Mascarenhas, no Minas 2 , dia 7, mais uma edição do Grito de Carnaval do Programa Cabeça de Prata.
No  salão, decoração temática e  e instrutores de dança. A  banda Via Láctea promete animar com tradicionais  marchinhas.
Ah! O Minas Tênis, este ano, vai colocar bloco na rua e correr atrás do trio elétrico de Aline Calixto e banda.
A concentração do Bloco do Minas será dia 11, na Praça Cidade do Porto, em frente à Portaria  Mangabeiras da Unidade 2.
Destaque também para o "Bloco Concentra mas não sai", dia 13, no gramado do Minas l.

* De hoje a 1º de abril, bons nomes da arte urbana de BH na exposição “Memórias Urbanas”, no Museu Inimá de Paula,
A mostra é uma continuidade do trabalho desenvolvido pelo projeto Arte Favela – patrocinado há nove anos pelo Mercantil do Brasil.