Paulo Navarro | terça-feira, 3 de novembro de 2020

Carolina Alves e Romário, da dupla Clayton e Romário

Foto: Edy Fernandes


Tip no Mercado

O ideal teria sido no dia 19 de outubro, aniversário de Vinicius de Moraes. Mas no dia 31 de outubro, aniversário de Carlos Drummond de Andrade, o mais que tradicional bar e restaurante de Belo Horizonte, o Tip Top, expandiu seus domínios, com novo conceito de atendimento. Na contramão de todas as crises, a grande “timoneira”, Ludmila Carneiro, abriu loja, investindo num dos pontos mais conhecidos da cidade.

Top no Mercado

E fez-se um encontro histórico, entre o Tip Top e o Mercado Central, que têm a mesma idade, foram inaugurados em 1929. Eleito como um dos dez melhores mercados do mundo, o Mercado Central de BH foi escolhido a dedo por Ludmila: “Nos mobilizamos para manter o vínculo com a trajetória e tradição que nos une”. No templo, o Tip Top Mercado baseou seu atendimento no conceito: “food service”.  Os clientes escolhem o consumo imediato ou “pra levar”. 


O chef Rocco caprichou nos ingredientes da 29º Feijoada do Maranhão, que neste ano foi através de live, devido à pandemia

Foto: Edy Fernandes


Prata da casa

Está aberta, desde 26 de outubro, a consulta pública do Plano Estadual de Desenvolvimento da Gastronomia Mineira, conhecido como “Cozinha Mineira”, visando articular iniciativas do poder público, setor privado e sociedade civil para criar, promover políticas públicas, fomentar o posicionamento e o fortalecimento da gastronomia como setor estratégico de desenvolvimento socioeconômico em Minas.

Ouro da casa

Até 8 de dezembro de 2020, os interessados poderão enviar suas contribuições para o endereço eletrônico, participando da construção coletiva e compartilhada do documento, para ordenar, integrar e aperfeiçoar continuamente o planejamento das entidades envolvidas. E, claro, buscar resultados cada vez mais sustentáveis e positivos. O aval é do secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Leônidas Oliveira.

Platina da casa

Fala Leônidas Oliveira: “O plano traça, de forma prática, caminhos e metas com relação a como deve ser trabalhada a questão da gastronomia enquanto produto turístico de excelência, sob a perspectiva inclusive do marketing, lançando luz sobre a cozinha mineira; esse grande elemento unificador de ações, sobretudo as que fazem parte da história do nosso estado”.


As “amigas de infância” Lena Brandão, italiana de adoção, e a legítima italiana Cristina Medioli

Foto: Arquivo Pessoal


Curtas & Finas

* A Rede Mater Dei de Saúde teve seu trabalho reconhecido novamente, com destaque no 8º Prêmio de Excelência da Saúde da Década. Promovido pelo Grupo Mídia, desde 2013, a premiação homenageia as instituições que mais se destacaram no último ano. Neste ano, a edição teve um formato especial, com o tema “O despertar de uma nova Saúde”. Foram premiados os melhores da última década, as instituições de saúde que contribuíram para a transformação do setor. A escolha dos ganhadores foi feita pelo Conselho Editorial do Grupo Mídia, em pesquisa de mercado e cases inscritos pelo site.

* Por falar ainda mais sobre a Rede Mater Dei, ela foi habilitada pelo Ministério da Saúde para a realização de transplante de tecidos musculoesqueléticos e pele. As licenças permitem que a rede receba e realize o transplante de tecidos de bancos externos e que também retenha tecidos. Tudo isso pode viabilizar a criação do primeiro banco de tecidos em Minas que, hoje, só existem no Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul.

Para o diretor-médico da Rede, Felipe Salvador Ligório, o grande diferencial do Mater Dei é possuir um serviço que se preocupa com os pacientes, mostrando o compromisso da equipe com os resultados. “Vários membros da equipe são capacitados para realizar os transplantes. A equipe faz constantemente uma revisão de como andam as cirurgias, se os pacientes estão se recuperando, se estão satisfeitos”.