Paulo Navarro | terça-feira, 29 de setembro de 2020

Tudo lindo, divino e maravilhosos para Diuliane Silveira e Vanuza Martins

Foto: Edy Fernandes


Mina de ouros 

A mineração brasileira quer investir US$ 32,5 bilhões, até 2024, em projetos sustentáveis e seguros. Pretende aumentar ainda mais via mercado de capitais. O Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), a B3 e bolsas canadenses (TSX e TSX Venture Exchange) dão a partida. Hoje, das 9h às 13h, tem evento virtual gratuito “Mineração: Financiamento e Acesso ao Mercado de Capitais”. Inscrições pelo link https://mineracaofinanciamento.mediastream.com.br.

 

Três Fortes de Minas, o vice-governador, Paulo Brant, o deputado federal Fábio Ramalho e o ex-ministro Roberto Brant

Foto: Edy Fernandes


Nobre família

A “grande família” Rotary Club vai comemorar o progresso histórico na erradicação global da pólio, incentivando ainda mais a comunidade a apoiar o trabalho que falta para extinguir, para sempre, a paralisia infantil. É mais um dos milhares de eventos organizados por Rotary Clubs no Dia Mundial de Combate à Pólio, 24 de outubro.

Nobre combate

Os rotarianos entrarão em ação no Dia Mundial para aumentar a conscientização pública, angariar fundos e apoiar a luta contra a paralisia infantil, que ainda ameaça crianças em certas partes do mundo, mas pode ser prevenida com vacina. Quando o Rotary e seus parceiros lançaram a Iniciativa Global de Erradicação da Pólio, em 1988, eram 350.000 casos de poliomielite em 125 países todo ano. Desde então, o número de casos diminuiu em 99,9%.

Nobre causa

Hoje, o vírus selvagem da pólio continua sendo reportado apenas no Afeganistão e Paquistão. E o clube não desistirá até terminar o trabalho. O Rotary se comprometeu a arrecadar US$ 50 milhões por ano para apoiar iniciativas contra a pólio. A Fundação Bill e Melinda Gates prometeu equiparar tal valor na proporção de 2:1, totalizando US$ 150 milhões. 


Ouro verde

Leonardo Montesanto, filho de Ricardo Tavares, da Montesanto Tavares, um dos maiores grupos produtores e exportadores de café do Brasil, logo, um dos maiores do mundo, deixou o comando das fazendas da holding com missão mais que possível: brindar, primeiro os brasileiros, depois o mundo, com “a vivência do café especial e a experiência de degustar em casa”.

Ouro santo

O movimento ganha força com cafeicultores, no maior produtor global, oferecendo diretamente seus grãos aos consumidores. NO dia 6 de outubro, data da entrada da família Montesanto no negócio de café, há quase 70 anos, o empresário e seus dois sócios lançam o empreendimento Coffee++, loja online para cafés com mais de 84 pontos (os especiais têm, no mínimo, 80).

Ouro mais

A Coffee++ também informará sobre o cultivo, os processos de produção, como preparar e degustar a melhor bebida, além de mostrar os produtores. “Sabemos que um café especial tem que ser produzindo por pessoas especiais, não adianta ter café e o produtor não ser bacana. E vamos contar a história por trás do café, falar bem do Brasil, por meio dos brasileiros que dão orgulho, e, como consequência, têm café”, disse Montesanto.


Curtas & Finas

* Depois da Hertz, a colossal Localiza quer ficar ainda maior e mais forte. A empresa mineira anunciou projeto de união com a Unidas, para a criação de uma companhia de referência mundial em aluguel de veículos, gestão de frotas corporativas e carros por assinatura. A operação depende de aprovação dos acionistas das empresas e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

* Parabéns ao Laboratório São Paulo, tradicional empresa mineira, que completa 83 anos. O Laboratório São Paulo é referência em testes de coronavírus, o único a realizar o exame de RT-PCR para Covid-19 com resultado em até quatro horas.

* As riquezas do Brasil são o tema e a inspiração do  grupo Lore para o verão 2021. Com a coleção Brasilidade, a grife mineira enaltece nossas flores, frutas, matas, rios e mares.

* A cantora mineira Maíra Labanca, a Labanca, finaliza seu segundo álbum, intitulado “ID”.

* O piloto de F1 Felipe Massa inaugurou, nos Jardins, São Paulo, franquia internacional do restaurante Beefbar, marca criada pelo italiano Ricardo Giraud, em Mônaco.

* De 26 a 30 de outubro, o primeiro “Seminário Acessa BH”, pelo canal do projeto no YouYube, http://tiny.cc/75otsz. Serão cinco debates tratando políticas públicas e legislação da acessibilidade por deficientes físicos no Brasil.

E mais: mobilidade urbana numa cidade inclusiva; acessibilidade nas artes e, realmente, muitos outros temas de capital importância. Pelo IBGE, estima-se que em torno de 24% da população brasileira tenha algum tipo de deficiência. Em Belo Horizonte, 70% da população cega nunca foi ao cinema e 50% nunca assistiu a um filme em DVD.