Paulo Navarro | terça-feira, 28 de julho de 2020

Devidamente protegidos, Dr. Helder Yanskous, superintendente executivo da Fundação Hospitalar São Francisco de Assis, e Dr. Marcus Castilho, secretário geral da Sociedade Brasileira de Radioterapia

Foto: Edy Fernandes


Também protegidos e protegendo, Dr. Rafael Salera, oncologista e diretor do Instituto de Radioterapia São Francisco (IRSF), Dra. Bruna Bonaccorsi, oncologista e diretora do IRSF, e Dr. Miguel Torres Teixeira Leite, oncologista, responsável técnico e presidente do IRSF.

Foto: Edy Fernandes


Sem máscaras, mas sem perigo, o coordenador da hematologia e do transplante de medula óssea do hospital Felício Rocho, Guilherme Campos Muzzi, e sua esposa, Paula de Oliveira Cesarino Muzzi

Foto: Enara Rodrigues


Isolamento no isolamento 

Há mais de quatro meses, em Belo Horizonte, os dias da semana parecem um eterno e depressivo domingo. Claro que medo, pânico e paranoia diminuirão. Claro que tudo de ruim, no agora, vai passar. Não sabemos quando, mas é certo que vai. Quem sobreviver verá. E seremos muitos e, esperamos, melhores. O tal do novo normal vai chegar em ondas, como o mar e a vida. Enquanto isso, além do isolamento imposto e social, vemos também o pessoal.

Isolamento vivo 

As pessoas estão descobrimento que uma coisa é a solidão, outra, bem diferente, é estar só e bem acompanhado. É o que acontece sem mesmo as pessoas perceberem. Algumas podem até planejar algo para o fim de semana, como sair de casa, com a segurança disponível, para rever amigos. Mas viajam para algum lugar fora e próximo a Belo Horizonte. Ou simplesmente desistem, na última hora, deixando para a próxima, a semana que vem, talvez. Assim rasteja 2020.

Ouro líquido 

E por falar em estar só, mas em ótima companhia, um balanço. Depois de muita divulgação e badalação, chegou a hora provarmos o sucesso da primeira semana da 11ª Feira de Vinhos do Super Nosso. Ótimas vendas no site, nas lojas e muito conteúdo online. Pasmem com o esperado do novo normal! Crescimento de 20% na venda de vinhos, se comparado à feira de 2019, que tinha formato presencial.

Tesouro líquido 

Se a avaliação for feita com o mesmo período do mês de junho deste ano, o crescimento é ainda maior e melhor, 40%. Entre os rótulos campeões de audiência, os vinhos portugueses. A compra online também teve um crescimento invejável: 50% em relação a junho deste ano, com um grande número de clientes usando o serviço de Clique e Retire, em seis lojas do Super Nosso.

Prazer líquido 

“Só temos a comemorar. Estamos prontos e nos adaptamos rapidamente à atual situação. A feira já faz parte do calendário de eventos de BH, e estamos vendo que, online, conseguimos oferecer o mesmo nível de entretenimento e lazer para nossos clientes”, afirma o vice-presidente do grupo, Rodolfo Nejm.

Conhecimento líquido 

E mais! Disponíveis, 12 cursos elaborados por um time de especialistas como Rodrigo Fonseca, chef e proprietário do Taste-Vin; Gustavo Giacchero, premiado como o melhor sommelier de vinhos do Alentejo no Brasil 2020; Vanessa Ferreira, enoeducadora e co-fundadora da LuLuVinhas Confraria; e o premiado jornalista gastronômico Eduardo Tristão Girão, consultor de queijos especiais do Super Nosso.


Engatando a primeira 

O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) vai apoiar as empresas interessadas em se instalar no Aeroporto Industrial, projeto inédito do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte. Projeto que prevê benefícios fiscais a empresas exportadoras que estiverem instaladas dentro do sítio aeroportuário. O BDMG firmou parceria com o aeroporto, oferecendo linhas de financiamento para as empresas interessadas em implantar sua operação no empreendimento.

Engatando a segunda 

Linhas de crédito para implantação e expansão de empresas, compras de máquinas e equipamentos, projetos de sustentabilidade, capital de giro e também em inovação. “A parceria com a BH Airport se insere no contexto de consolidação do BDMG como uma plataforma de financiamento de investimentos estratégicos para Minas Gerais”, assegura Sergio Gusmão, presidente do BDMG.


Curtas & Finas 

* Ainda sobre a parceria BDMG/Aeroporto Internacional de Belo Horizonte: “Estamos comprometidos em oferecer a liquidez necessária para a instalação de empresas de diversos setores no Aeroporto Industrial, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico e logístico do estado”, complementa Gusmão.

As centenárias Festas de Agosto, de Montes Claros, serão realizadas virtualmente, sob a gestão do Projeto “Festival Agosto Vivo”.

A exposição virtual “Congado: repercussões plásticas” quer assim a continuidade do circuito das artes visuais. As inscrições, de artistas plásticos mineiros, vão até dia 31.

A mostra virtual ocorrerá de 15 a 31 de agosto. A organização é da artista Fátima Aquino e de Letícia Pinto, em parceria com o Projeto Agosto Vivo.

Herlander Zola, diretor da marca Fiat e de operações comerciais, surpreso e feliz com a evolução do mercado em julho.

Nos primeiros 20 dias do mês, crescimento de vendas em torno de 25% em comparação com o resultado de junho.

“Pelo movimento, nossa expectativa é que o mês vai fechar 25% acima de junho. Isso representa retomada um pouco mais rápida do que prevíamos”, afirmou Zola.

A afirmação aconteceu durante entrevista em que anunciou o lançamento de nova estratégia da Fiat no Brasil.

Julho será o primeiro mês com número de emplacamentos mais próximo da realidade desde a pandemia, em março. Claro! Os Detrans voltaram a funcionar e assim não há mais o elevado represamento de licenciamentos de meses anteriores, como aconteceu em junho.

Se o crescimento mensal de 25% de fato for mantido, julho deverá fechar com mais de 150 mil veículos leves vendidos, número ainda 35% menor do que o observado no mesmo mês de 2019.

No acumulado de sete meses, o mercado finalmente se aproximaria da marca de um milhão de unidades, o que representará queda de 39% sobre igual período do ano passado.