Paulo Navarro | terça-feira, 17 de setembro de 2019

Em noite de festa nos salões do tradicional Automóvel Clube, o presidente da ALMG, Agostinho Patrus, o CEO da Aethra, Rafael Sportelli, o homenageado da noite, Pietro Sportelli, o governador de Minas, Romeu Zema, o embaixador da Itália no Brasil, Antonio Bernardini, e o cônsul da Itália em Belo Horizonte, Dario Savaresi

Foto: Edy Fernandes

Estrela italiana 

Falemos sobre a mais recente solenidade – semana passada, no Automóvel Clube – da comenda Ufficiale dell’Ordine dela Stella d’Italia ou Ordem da Estrela da Itália. Criada em 2011, brinda cidadãos italianos ou estrangeiros promotores da amizade entre a Itália e outros países, estreitando laços de cooperação. O homenageado foi Pietro Sportelli, presidente do conselho administrativo da Aethra.

Estrela veloz 

Sportelli nasceu em 1939, em Putignano, Bari, Itália. Veio para o Brasil em 1959, atuando em engenharia e consultoria técnica, e depois na construção civil. Finalmente, ingressou na indústria automobilística, resultando na Aethra indústria de autopeças, componentes automotivos.

Augusta entidade

Os verdes 20 anos do Augusttus Recepções, em Contagem, terão grande festa e uma causa social. Dia 26, às 21h, o 7º evento beneficente do bufê beneficiará uma das instituições de saúde mais importante do Estado: o fundamental Hospital da Baleia, 75 anos referência em filantropia.

Ouro líquido 

Luiz Otávio Possas Gonçalves não criou a cachaça Vale Verde 18 Anos para custar R$ 2.500 (em algumas lojas R$ 3.500). Segundo o empresário, também fundador da Kaiser nos anos 1980 (hoje, da Heineken), o líquido surgiu quase que espontaneamente na destilaria da Vale Verde, inaugurada há 36 anos, em Betim. Luiz Otávio estudou técnicas de fermentação e destilação, na Europa, antes de lançar sua primeira cachaça, envelhecida três anos. E só bebe em duas ocasiões “quando chove e quando não chove”.

Ouro velho 

Durante séculos, a cachaça foi considerada bebida de “pobre”. Com métodos cada vez mais sofisticados para produção e o reconhecimento internacional, a “marvada” cachaça tem ganhado status, ainda que o preço médio de uma garrafa de bebida muito boa gire em torno de R$ 80. Já éramos apaixonados pela 12 anos, agora, então, só pensamos na maioridade.

 

Curtas & Finas

* A ABS Minas e o Consulado da Argentina convidam para degustação das melhores vinícolas da Argentina.

O Argentine Day acontece no dia 24, das 15h às 19h, no Automóvel Clube.

* Água é fundamental, especialmente quando se consome bebidas alcóolicas.

Então, Brahma e Cervejaria Ambev partem para a ação, distribuindo água em seus eventos.

A iniciativa, o Dia de Responsa, começou dia 13 e vai até o fim do ano.

A cervejaria espera seduzir 300 mil pessoas, além de incentivar o consumo inteligente em todo o país.

O Dia de Responsa faz parte do Programa Ambev de Consumo Responsável.

* O Minas Shopping foi o único empreendimento de Belo Horizonte com destaque no Prêmio Abrasce, o mais importante do segmento de shopping centers do Brasil. Dia 9 de setembro, em São Paulo.

O Minas Shopping conquistou a medalha de bronze na categoria Eventos e Promoções.

As iniciativas que renderam o reconhecimento foram a Liga Brasileira de Peteca e o Torneio Aberto Minas Shopping de Peteca.