Paulo Navarro | terça-feira, 11 de agosto de 2020

Em ritmo de Pais e Filhas, Eduardo e Bruna Cunha

Foto: Edy Fernandes

Em ritmo de Dia dos Pais, os chefs Ivo e Naiara Faria

Foto: Edy Fernandes

Café com frio

“Pessoas especiais fazem cafés especiais”. Lema do Grupo Montesanto Tavares, com os amigos e correligionários do “ouro verde”: Rafael Terra, Pedro Brás e Leonardo Montesanto. Deles, todo o conceito da empresa Coffee ++. A marca de e-commerce focada na comercialização de cafés super especiais quer nosso melhor café, o café especial, que geralmente é exportado, fique no Brasil.

Café com afeto

Para tal, a empresa achou produtores que colocam o amor e a consequente qualidade como prioridades da cadeia produtiva. Luiz Paulo Pereira (região da Mantiqueira de Minas), Gabriel Nunes (Cerrado mineiro) e Ricardo Tavares (Chapada de Minas) foram os primeiros selecionados para a inauguração da loja virtual, que ocorrerá em outubro.

Café com classe

Além deles, o consumidor terá ainda a opção de dois “cafés da casa”: Clássico e Geisha. Os produtos estarão à venda para todo o Brasil no e-commerce, com as opções de cafés especiais grão torrado, torrado e moído, cápsula e drip coffee – um coador individual de papel com a quantidade em gramas referente a uma xícara de café dos dois “cafés da casa”, os mesmos Clássico e Geisha.

 

A classe e o talento de Flávio Santos, novo diretor comercial e marketing da Band Minas

Foto: Geraldo Lara

Santo da casa

Bernardo Teles, Diretor Executivo do Grupo Band Minas aposta na cria e prata da casa para a Diretoria Comercial e Marketing. O nome do profissional escolhido foi do executivo Flávio Santos, com mais de 15 anos de experiência na área comercial. Flávio iniciou a carreira no Grupo Diários Associados, teve passagem pela Editora Abril e está há seis anos no Grupo Band Minas.

Santo dos Santos

O currículo exemplar de Flávio Santos continua com um MBA em Gestão e Liderança de Equipes de Alta Performance, pós-graduação em Consultoria e Gestão Estratégica de Marketing e graduação em Sistemas para Internet. O novo Diretor aposta no trabalho em equipe e na força multiplataforma do grupo para trazer soluções inovadoras para o mercado mineiro de comunicação.


No restaurante Topo do Mundo, na Torre AltaVila, os anfitriões, Ludmila e Rogério Tamietti brindam o friozinho com seus clientes e amigos, a bordo de fondue e um belo horizonte

Foto: Lucian Oliveira 

A Casa Lyz

Belo Horizonte ganha, neste agosto, um espaço que será a nova casa para os mineiros mais antenados e civilizados. A Casa Lyz, na Nossa Senhora do Carmo, Santa Lúcia, é uma loja de móveis e decoração oferecendo tudo de ótimo num mesmo lugar. Nela, as pessoas podem experimentar as diversas tendências e conhecer supimpas móveis e ornamentos para o templo que a casa de cada um de nós.

A Casa Feliz

Mais que nunca, nestes tempos de confinamento, a casa – o lar doce lar nosso de cada dia, de cada hora e cada noite – precisa ser harmoniosa. É o que faz a diferença e gera prazer, aconchego, gente feliz. Os profissionais da Casa Lyz garantem este lado feliz, inesquecível. E a casa oferece dois espaços, um para móveis da área externa, e outro para os da interna. Tudo alto padrão. Confiram: @acasalyz

 

Sopro de vida

Esqueçam as brincadeiras e piadas nas redes sociais. A Ozonioterapia é séria e eficaz. Um tratamento complementar com alto potencial para pacientes com a Covid-19. É também preventivo. Dr. Ronaldo Magalhães de Souza Lima, referência em odontologia, especialista em Harmonização Orofacial, é professor habilitado e um dos precursores da Ozonioterapia na odontologia, aprovada pelo Conselho Federal de Odontologia desde 2015.

Sopro de amor

No período de pandemia foi liberado o uso experimental para a classe médica. Ozonioterapia é uma técnica secular utilizada em inúmeros países em mais de 250 enfermidades. Hoje, está sendo indicada como uma terapia complementar preventiva e no tratamento da Covid-19. Auxilia na modulação do processo inflamatório e otimiza a liberação de oxigênio pelos tecidos, evitando que a doença se agrave; revertendo mais rapidamente a insuficiência respiratória e a necessidade de intubação. “O ozônio é o sopro do amor no seu corpo!”.

Curtas & Finas

* Com muita propriedade e felicidade, amigo da coluna, advogado, com humor, acertou na mosca da seriedade: “O casamento que resistir a este confinamento será eterno enquanto durar”.

* Sabemos que nada é para sempre, e que o casamento não é para principiantes, mas um desafio diário, com todas as enormes vantagens e inevitáveis desvantagens. Incondicional mesmo só o amor pelos filhos, e olhe lá!

Em junho, o coronavírus contaminou e matou 646 casamentos em Minas, alta de 19,4% em comparação a maio, com 541 divórcios. Números confiáveis do Colégio Notarial do Brasil Minas Gerais (CNB/MG).

Mas, sejamos sinceros, assim como o teletrabalho, outros novos hábitos e tendências foram apenas antecipados, certamente esses casamentos desfeitos já não deveriam ser “nenhuma Brastemp”.

E, por “coincidência”, esta avalanche de separações veio depois que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou o Provimento 100 para divórcios, pasmem! Por videoconferência.

Esta tecnologia, uma “mãozona” também em inventários, compra, venda e doação, partilhas está disponíveis no www.e-notariado.org.br

Resumo da ópera, às vezes bufa: melhor separar que causar um inferno em casa, entre duas pessoas que se amaram e, em muitos casos, em frente dos filhos que geraram.

* Em homenagem ao centenário de nascimento do Everest da poesia, João Cabral de Melo Neto, a Academia Mineira de Letras realiza a palestra “A poesia afiada e afetuosa de João Cabral”.

Quem vai garimpar a vida e a poesia do autor é o professor Roniere Menezes, em vídeo, disponível no canal de YouTube da AML a partir do dia 13, às 11h.

Vivas ao Plano Anual de Manutenção AML, via Lei Federal de Incentivo à Cultura, com patrocínio do Instituto Unimed-BH.

Arte é sinônimo de saúde por meio do incentivo fiscal de mais de 5.100 médicos cooperados e colaboradores, com copatrocínio da Cemig. A palestra abordará aspectos biográficos do poeta diplomata.

“A noção de ‘diplomacia menor’ será metáfora para algumas articulações realizadas pelo autor em termos de temática, linguagem e posicionamento ético”, explica Roniere Menezes. Bravo!