Paulo Navarro | terça, 8 de junho de 2021

Duro golpe

Sancionada a lei que endurece penas para crimes cibernéticos. Até oito anos de prisão para delitos via dispositivo eletrônico ou informático. O ex-deputado federal Eduardo Azeredo comemora a decisão. Foi relator e defensor do primeiro projeto de combate aos crimes cibernéticos no Senado Federal e na Câmara dos Deputados, a Lei 12.735/2012.

Dura lei

O texto, sancionado pelo presidente Bolsonaro, amplia penas por furto e estelionato com uso de celulares, computadores e tablets. O projeto altera o Código Penal e cria o agravante, com reclusão de quatro a oito anos, para estes crimes, usando estes aparelhos, conectados ou não à internet, violando senhas, mecanismos de segurança ou usando programas invasores.

Moderno e eterno

Até 31 de agosto, o Andrade Restaurante abriga a exposição “O Anjo Torto: Drummond por Genin”. 30 caricaturas do cartunista e artista plástico Genin Guerra para homenagear o escritor Carlos Drummond de Andrade ou ilustrar as matérias que o poeta escreveu para o jornal “O Cometa Itabirano”, nos anos 80. Há também cartas de Drummond ao periódico e desenhos inspirados em seus poemas.

Força municipal

Minas, mais uma vez, estará representada na diretoria da maior entidade municipalista do país. Dia 31 de maio, o presidente da Associação Mineira de Municípios - AMM, Julvan Lacerda, foi reempossado vice-presidente da Confederação Nacional de Municípios - CNM: “Nossa luta continuará forte com ações diretas que beneficiem municípios e cidadãos”. Paulo Ziulkoski está na presidência da confederação.

Forte líder

Julvan aproveitou a ocasião para agradecer aos prefeitos mineiros que apoiam a causa municipalista. “Minha gratidão a cada um que me deu o voto de confiança. Confiou no meu trabalho para representar a causa municipalista mineira aqui em Brasília. Contem comigo, estamos juntos para o que der e vier”, disse. Julvan Lacerda é peça fundamental em 2022.

 

No terraço do BH Shopping, o visitante do BH Airport, Nicolau Maranini, com os anfitriões, Lívia Klein Paolucci e Félix Diez. Foto: Arquivo Pessoal

Nas nuvens

Aos poucos, o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte retoma as atividades. Para atender a demanda, a concessionária BH Airport investe em melhorias e na reativação de serviços e equipamentos no terminal. O mais recente deles é o estacionamento Econômico 2 (E2), agora, Premium 1 (P1). 

Curtas & Finas

*Ainda sobre o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte. A obra já estava prevista pela concessionária.

Com a baixa no fluxo de passageiros, foi antecipada e o espaço fechado para reforma e realização dos trabalhos.

Para o gestor de Infraestrutura da BH Airport, Gustavo Anfra, o antigo E2 possui capacidade para 1200 veículos.

As primeiras intervenções contemplaram reforma e cobertura de 332 vagas, com investimentos próximos a R$3 milhões.

A ideia é que as demais vagas sejam gradativamente reformadas.

*A Loja das Festas, de Guilherme Bittencourt, fará quatro ambientes, em seu novo showroom, inspirados no Dia dos Namorados.

Quatro decoradores foram convidados: Andréa Andrade, da Celebrar; Patrícia Gontijo, Luiza e Daniela Salomão da Due Flor. Os ambientes podem ser visitados durante 30 dias.

*No ar, a campanha Unidos pela Vacina, para a vacinação contra a Covid-19, de todos os brasileiros, até setembro.

Agora, o movimento também conta com a Lafaete e seus módulos habitacionais para espaços temporários ou permanentes.

Unidades construídas de forma rápida: hospitais, postos de saúde, centros de triagem, alojamentos, pontos de isolamento.

*Transporte de cargas e insumos, serviços de armazenamento, através de módulos e containers refrigerados.

*A Orquestra Filarmônica de Minas Gerais homenageia profissionais e trabalhadores da área da Saúde. 

O projeto "Música que conforta" leva alento aos profissionais nas diferentes frentes de trabalho.

Os vídeos gravados pelos músicos da Filarmônica serão exibidos nos hospitais das redes estadual, municipal e privada, unidades de saúde e nas próprias secretarias.

Quem faz e acontece passa por aqui

O endocrinologista, Pedro Paulo Alvarenga, Caroline Botelho e a referência em cirurgia plástica no Sul de Minas, João Marcos Alvarenga. Foto: Arquivo Pessoal