Paulo Navarro | terça, 24 de agosto de 2021

Nosso primeiro Alberto de hoje, o Faleiro, com Carol Toledo. Foto: Edy Fernandes

Turismos Gerais

Ótima nova do secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas, Leônidas Oliveira. Nossas atividades turísticas apresentam sólido crescimento. É o que aponta a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que coloca Minas com o melhor desempenho nacional no Índice de Atividades Turísticas (IATUR).

Crescimentos Gerais

Entre maio e junho, Minas apresentou crescimento de 19,7% nas atividades do setor. Esse índice é maior do que todos os outros estados brasileiros e, também, acima da média nacional, que foi de crescimento 11,9% no período. “Sorry, periferia”, mas Minas é o estado que mais cresce no turismo do Brasil.

Bela performance

O mineiro Fernando Dolabela, um dos maiores especialistas em empreendedorismo do Brasil, acaba de receber excelente notícia da UNIDO, órgão da ONU dedicado ao desenvolvimento econômico. A metodologia empreendedora desenvolvida por ele foi reconhecida no programa “Boas práticas para o atendimento da Agenda 2030” para o cumprimento das Metas do Milênio.

Bela metodologia

No comunicado, a UNIDO reconhece e agradece o papel de Dolabela no enfrentamento do desafio global. “Fiquei surpreso quando descobri, alguns anos atrás, que a UNIDO estava utilizando a minha metodologia”, conta o especialista, autor de vários livros sobre empreendedorismo, incluindo o best-seller “O Segredo de Luísa”, que tem mais de 300.000 mil exemplares vendidos.

Bela trajetória

A primeira vez que Dolabela foi convidado pelo órgão da ONU para uma conferência internacional, em Viena, foi no fim de 2014. De lá para cá vieram muitos convites para dar suporte a workshops sobre empreendedorismo em diferentes países da África. A próxima visita, assim que a pandemia permitir, será em São Tomé e Príncipe, onde a educação empreendedora está começando a ser implementada.

Usina de prêmios

A Usiminas, além do aço, é também uma fábrica de recordes, honrarias e reconhecimento. O fruto mais recente veio da “Institutional Investor Magazine”, como destaque no relacionamento com o mercado de capitais. A Usiminas está entre as melhores no quesito Metalurgia Mineração América Latina do “Perception Study”, o mais importante reconhecimento do mercado de capitais.

Usina de talentos

Os analistas indicam, Sérgio Leite, sim, sempre ele, presidente da Usiminas, como o terceiro melhor CEO entre as empresas de todos os portes e o segundo entre as empresas de nível médio em valor de mercado. Sérgio Leite levou a “medalha de bronze” na análise entre todos os analistas, entre as midcap. “Sobrou” também para Alberto Ono, vice-presidente de Finanças e Relações com Investidores.

Usina de fortes

Alberto Ono está entre os três melhores CFOs na visão geral e dos analistas sell-side das empresas midcap.m. O gerente geral da área, Leonardo Karam, ficou como o segundo melhor profissional de Relações com Investidores. Fechando o leque de “medalhas”, terceiro lugar, entre as empresas midcap, para a mesma Usiminas, com o analista Felipe Gabriel Pinheiro.

Whisky Uai

A destilaria mineira Lamas comemora as duas medalhas de ouro no tradicional evento inglês “The World Whisky Masters 2021”, realizado em Londres, por um dos principais veículos dedicados à indústria mundial dos destilados, o “The Spirits Business”. O teste às cegas, que reuniu rótulos de diversas regiões do planeta, coroou os single malt Verus e Caburé com o lugar mais alto do pódio.

Nosso segundo Alberto de hoje, o Ramos Filho, com, Larissa Viotti. Foto: Edy Fernandes

Curtas & Finas

*Ainda sobre o uísque de Minas. A marca, desde 2019, investiu R$10 milhões em suas instalações em Matozinhos e já havia se destacado com o seu Nimbus.

Nimbus, destaque “Brazil whiskey of the year” na New York International Spirits Competition 2021; medalha de bronze e prata no Bartender Spirits Awards 2020, São Francisco.

Bronze na London Spirits Competition 2020 e nobre pontuação na Jim Murray’s Whisky Bible 2021, com 93 pontos.

*A Secretaria Municipal de Cultura da Prefeitura de Congonhas realiza, até o dia 29 de agosto, o 26.º Festival de Inverno de Congonhas.

60 atrações, incluindo shows, espetáculos de teatro e dança, bate-papos e oficinas.

O violeiro Chico Lobo é um dos artistas convidados para um show e bate-papo. 

O músico participa da roda “Como ajudar o artista a enfrentar esses tempos de pandemia”, dia 26 às 20h, encerrando com sua viola, às 21h.

*A marca Heineken inicia movimento e lança projeto de auxílio às organizações culturais que oferecem relação genuína das pessoas com a cidade, um elo entre o agora e o futuro.

Garante que os espaços sociais mantenham-se como referência de diversidade cultural, além da difusão de ideias e conceitos que envolvem a arte, o entretenimento e a gastronomia.

Para começar, a Casa de Francisca, no centro de São Paulo, e o Bona Casa de Música, em Pinheiros.

Casas emblemáticas e símbolos da resiliência que compõem a história da capital.

Outros pontos culturais estão na lista: Exit, Audio Club, Fatz + Praça, Heavy House, Estepe, Cavepool.

E até mesmo o Studio SP, templo da “Paulicéia” que fechou as portas em 2013 e agora retomará suas atividades.