Paulo Navarro | terça, 20 de julho de 2021

O almoço no Gero Belo Horizonte, com Wagner Espanha, PN, a anfitriã, Mariana Sobreira, Luiz Tito e Heron Guimarães. Foto: Arquivo Pessoal

Sempre ótimo

Com muito prazer, a turma almoçou no Gero Belo Horizonte, à convite da relações públicas do Hotel Fasano Belo Horizonte, em Lourdes, Mariana Sobreira. Com o titular da coluna, fortes homens da Comunicação, Wagner Espanha, da Record TV Minas; Luiz Tito e Heron Magalhães, por este jornal O TEMPO.

Sempre excelente

E é fácil passar bons momentos no Gero, dentro do Hotel Fasano Belo Horizonte, aberto ao público para o café da manhã, almoço e jantar. Destaque para o menu do “mezzogiorno”, almoço executivo, de segunda à sexta. Mais uma vez, carimbamos o espaço como excelente opção para encontrar amigos, família e fazer bons negócios.

Após almoço no Gero, boa coincidência foi encontrar, no lobby do hotel, Duda e Carol Recoder, da Parpar Joias. Entre elas, a mesma Mariana Sobreira, agora, sem máscara. Foto: Arquivo Pessoal

Casa de ouro

Idealizadora do projeto #ElasTransformam, enaltecendo as mulheres no esporte, a MRV patrocina 12 grandes atletas mulheres em diversas modalidades. Dez delas estarão nas Olimpíadas de Tóquio. Para incentivá-las e agradecê-las, a MRV anunciou em encontro “online”, um grande presente para as vencedoras: uma casa nova

EPO sólida

Compromisso, inovação e sustentabilidade. É como o Grupo EPO é reconhecido, há 29 anos, no mercado da construção civil em Minas. São mais de 400 obras de alto padrão entregues e mais de 1.500.000 m² construídos com requinte e qualidade. E deste patamar, a construtora inicia o processo de sucessão presidencial. O diretor-presidente, Gilmar Dias dos Santos, passará o bastão do comando do Grupo EPO ao filho, Guilherme Santos.

EPO renovada

Guilherme é o atual diretor Comercial e de Novos Negócios da empresa. O processo será conduzido por pai e filho, em conjunto com o conselho consultivo da empresa. “A EPO possui quase 30 anos de experiência e o Guilherme está com 31 anos, ou seja, ele cresceu vivenciando todas as etapas de evolução do grupo. Ele possui a alma da empresa. Estou seguro de que nossa empresa estará em excelentes mãos”, garantiu Gilmar.

Honra gaúcha

A Casa Valduga conquistou duas medalhas na Competição Internacional Bacchus Wine, em Madri e comprova a ótima fase dos rótulos brasileiros no cenário internacional. O grande destaque é o já premiado 130 Blanc de Blanc, que recebeu a medalha Grande Ouro, sendo o único brasileiro eleito um dos melhores do mundo. O 130 Brut Rosé também foi premiado, ficando com a medalha de ouro.


Honra brasileira

Assim, está provada e comprovada a expertise em inovação e qualidade do Grupo Famiglia Valduga. A Competição Internacional Bacchus Wine é a única na Espanha reconhecida pela Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), aberta a vinhos de todos os países produtores. Durante quatro dias, degustadores nacionais e internacionais avaliam mais de 1.500 rótulos de todo o mundo.

Honra irlandesa

A Craft Irish Whiskey Company gerou muita notícia ao leiloar rara caixa do destilado de 30 anos, pelo recorde de US$2 milhões. Notável não só pelo preço, mas pela identidade nacional da bebida. Historicamente, os uísques mais caros do mundo seriam escoceses. Com este anúncio, o centro geográfico mudou desafiadoramente em direção à Irlanda. 

Curtas & Finas

*Ainda sobre a Craft Irish Whiskey Company. A caixa de luxo, com sete peças, foi intitulada, apropriadamente, “The Emerald Isle Collection” (“A Coleção Ilha Esmeralda”).

“Não tínhamos a intenção de criar o uísque mais caro do mundo”, afirma o fundador, Jay Bradley.

“O objetivo era criar o uísque mais perfeito possível. Ficamos obcecados”.

O total recebido pela “The Emerald Isle Collection” foi destinado a uma instituição de caridade que beneficiava pesquisas sobre câncer infantil.

*Abertas as inscrições gratuitas para o 11º Seminário Gestão da Rede Mater Dei de Saúde.

O evento será realizado, virtualmente, dia 22, das 13h30 às 19h, e terá como tema Inovação em Saúde: Um ecossistema em evolução.

Confira a programação completa e inscreva-se: https://hba.com.br/streaming/seminario-materdei/

*Segundo dados do Colégio Notarial do Brasil, entre janeiro e maio de 2021, houve crescimento no número de divórcios.

Crescimento de quase 27% em relação ao ano anterior e de mais de 36% no mesmo período antes da pandemia.

Alta confirmada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, afirmando crescimento de 75% em cinco anos.

Em julho de 2020, aumento de 260% em cima da média dos meses anteriores.

Para a psicóloga, Valéria Silveira, entre os principais motivos estão a falta de comunicação, de alinhamento e de parceria entre os casais.

“O relacionamento é como uma dança: se você mudar o ritmo, seu parceiro precisará se adequar também. No confinamento, muitos casais mudaram o ritmo e não combinaram o novo passo”.

“‘Home office’, cuidar das crianças, acompanhar as aulas remotas, cozinhar, lavar, tarefas que, antes não existiam na rotina da maioria dos casais, passaram a fazer parte do dia a dia.

“Mas, os dois não combinaram a divisão de tantos afazeres e essa sobrecarga, aliada ao ‘excesso de convivência’ e preocupações relacionadas à própria pandemia fizeram com que muitas pessoas vissem no divórcio a solução”.