Paulo Navarro | terça, 12 de janeiro de 2021

Com a taça do campeonato, Lizete Ribeiro, diretora comercial e de marketing da rede Tauá. Foto: Marketing Tauá

Saída pela direita

Ah! O bom e velho; o chuvoso e morno janeiro em Belo Horizonte! Este ano, um morno mais para “frio” juntando a calmaria tradicional deste mês às heranças malditas de 2020: a Covid-19, o confinamento obrigatório e o “lockdown” que fecha tudo, menos o essencial. O problema é que, se todo tipo de comércio vinga, como os bares e restaurantes, é porque, no fundo, todos são fundamentais e essenciais.

Saída à francesa

Então, se a montanha não vem a Maomé, o titular da coluna, como todo ano, abandona as montanhas e vai à praia. Neste exato momento, Costa do Sauípe, mas logo antes do fechamento da capital, fugaz fuga para um dos hotéis do Grupo Tauá, nos arrabaldes de BH, em Caeté. Lá, o atendimento Nota 10 e a cultura do sorriso, marca do Grupo Tauá de Hotéis.

Saída à mineira

O grupo assina cinco empresas no setor hoteleiro e reúne dois tipos de negócios: lazer e eventos. Os resorts estão em três estados: Minas, no já citado Tauá Resort Caeté, o maior de Minas e no Grande Hotel Termas de Araxá, o maior “castelo” do Brasil. Em São Paulo, o Tauá Resort Atibaia, o mais divertido de São Paulo e o Alegro Hotel By Tauá. 

Saída estratégica

Agora, o grupo inaugurou o Tauá Resort Alexânia, a 80 km de Brasília. Todos os empreendimentos com diferentes áreas esportivas e de lazer, como a Jota City: a metrópole do futuro, “Os Taualegres”: a animada equipe de recreação, quadras poliesportivas, de tênis; salões de jogos, cinemas, piscinas climatizadas, academias, clube infantil, quadras, trilhas e bem estar.

Saída perfeita

A gastronomia também é um diferencial nas cozinhas, com destaque para a mineira, claro. As crianças têm atenção especial, com menus exclusivos. As mães têm copas exclusivas, equipadas para o preparo de comidas específicas para seus bebês. Para mais e muito melhores informações, basta acessar: http://www.tauaresorts.

Saída familiar

De Caeté, palmas para os empreendedores do resort, o ex-deputado estadual João Pinto Ribeiro – sósia simpático do ator Dustin Hoffman – e seus filhos João, Daniel e Lizete. Só aqui, 300 funcionários, num total de 1500. Uma estrutura funcionando muito bem e trazendo infinitos recursos e receitas à cidade de Caeté, inclusive com hóspedes de fora de Minas.

Com a bola do gol, Daniel Chequer Ribeiro, presidente do grupo Tauá. Foto: Marketing Tauá

Curtas & Finas

*Num primeiro momento, os hotéis perderam muito, atualmente ganham com a única saída dos brasileiros que podem: o turismo interno, doméstico.

Além da infra, e do atendimento, pontos para a gentileza e as medidas de segurança.

Para o Parque Aquático, alegria das crianças e o centro de convenções, que perdeu muito público durante a pandemia.

Mesmo assim, sempre em Caeté, resort cheio, inclusive de esperança para a Economia de Minas.

*O Grupo Tauá agita a bandeira que sempre levantamos aqui, a força do Turismo como motor sustentável da Economia. Motor tão carente de otimização e reparos.

*Mesmo sendo berço do governador Zema, Araxá e seu Grande Hotel contam nem com um simples aeroporto.

Mais um atraso de vida para o Turismo, num lugar perfeito para abrigar outra maravilha desperdiçada no Brasil, os cassinos.

*O Tauá Resort Alexânia, perto de Brasília e a 1h20 de Goiânia, teve seus interiores assinados pelo escritório nova-iorquino Studio Gaia e projeto de arquitetura de Ricardo Julião.

O grupo investiu R$170 milhões na primeira fase, com 212 apartamentos e 16 espaços para eventos. A previsão é de 424 apartamentos no início de 2022.

O centro de convenções, o maior da região Centro-Oeste, poderá receber, simultaneamente, mais de 3.800 pessoas em seus espaços funcionais e arrojados.

“Que seja um espaço grandioso e inesquecível” comenta Lizete Ribeiro, Diretora de Comercial e Marketing do Grupo Tauá de Hotéis.