Paulo Navarro | segunda-feira, 6 de abril de 2020

No lançamento da 11ª Edição do Prêmio Bom Exemplo, na sede da Fiemg, Flaviane Paixão, Elisa Cunha e Renata Nunes

Foto: Edy Fernandes

No Vila da Serra, os anfitriões do Santino’s Restaurante, Bruno Diniz, o chef Duda Siqueira e Henrique Almeida

Foto: Edy Fernandes

Latido criativo 

O saudoso Henfil assim bem definiu o ato de criar, de se virar, se desdobrar, improvisar: “Criatividade é uma questão de concentração, às vezes dolorosa, demora muito tempo e dá um trabalho danado. E o resultado dela é, em geral, o isolamento da pessoa que tem sucesso, que é isso o que significa ser exceção. (...) Existem formas de você criar. Uma é que você só cria com um cachorro preto atrás”.

Latido urgente 

“O que significa o cachorro preto? É a urgência, é a necessidade concreta, o prazo estourando. É aquele negócio. Você está doente, com o joelho arrebentado, mas vem um cachorro preto, um doberman atrás de você. E aí você corre e, se preciso, até pula n’água sem saber nadar”.

Latido bom

“Se for para subir num poste, você sobe. A urgência, a necessidade, é a mãe da criação”. Voltando a 2020, nunca tivemos tantas necessidades, nunca precisamos tanto da criatividade. Na crise, os bons e suas ideias vêm à tona. Como, por exemplo, na França, um festival de filmes.

Latido triste 

Festival “on line” e de graça, para incentivar as pessoas ficarem em casa, é o myfrenchfilm.com Stay Home Edition Festival, até 27 de abril. Outro oferece clássicos, todo seu acervo por apenas cinco euros por mês, com promoção de lançamento a 2,5 euros. A criatividade suaviza até mesmo a tristeza. Na Espanha, os milhares de enterros só aceitam quatro pessoas, por defunto, com um metro de distância uma da outra. Mas um aplicativo transmite a rápida cerimônia para o resto da família e amigos.

Curtas & Finas

* Criatividade com generosidade e oportunidade no Brasil já vimos algumas, agora, outras: de 2 a 12 de abril fica disponível no site do Itaú Cultural (https://www.itaucultural.org.br/) a mostra online de filmes Metrópole em Construção, em sinergia com a Ocupação Rino Levi.

Nela, quatro produções, entre dramas e documentários, dos anos 1928, 1965, 1986 e 2018, com um breve panorama da urbanização de São Paulo, tema profundamente presente no trabalho do arquiteto.

No mesmo endereço eletrônico, diversos audiovisuais presentes nesta mostra física, atualmente encerrada, como por exemplo, um passeio imersivo em realidade virtual pelo Cine Universo, projetado por Levi, no Brás, em 1936, e atualmente extinto.

* O Cine Belas Artes está com sua plataforma de “streaming free” até 15/4. Confira no  https://www.belasartesalacarte.com.br/browse

* Ainda na França, uma orquestra inovou: cada músico confinado em casa tocou sua parte e todos juntos apresentaram, online, o “Bolero” de Ravel.