Paulo Navarro | segunda-feira, 27 de julho de 2020

Bem longe da pandemia e da histeria, no rio Araguaia, Felipe Gustavo da Silva

Foto: Arquivo Pessoal


Patrícia e a mãe, Heloísa Veiga, esperando e alcançando

Foto: Edy Fernandes


Pedro, O Grande

Na semana passada, pelo jornal “Extra”, uma saborosa notícia invadiu as redes sociais. O ex-ator e modelo Pedro “Pedrinho” Aguinaga festeja 50 anos do título “Homem mais Bonito do Brasil” e, aos 70 anos, prepara o “primeiro volume” de sua biografia. Primeiro volume porque Pedro, em mais risadas por telefone, de sua Copacabana, no Rio de Janeiro, adiantou que, por ora, contará apenas histórias dos anos 70. Logo, vai ficar faltando muita história.

Pedro, O Belo

O que pouca gente sabe, atualmente e depois de tantos anos, é que Pedro Aguinaga tem muitos episódios e amigos em Minas, principalmente em Belo Horizonte, onde viveu alguns anos, no “século passado”. Sempre afiado e afinado, o primeiro e único “Homem mais Bonito do Brasil”, será, em breve, tema de uma coluna inteira, aqui mesmo. Ele prometeu – e costuma cumprir – contar o Capítulo Minas, certamente material para o “segundo volume”. Aguardem.


Boa nova

Nem só de passado e de esperança por dias melhores vivemos. Acabamos de saber que a Estácio, uma das maiores instituições do Brasil, patrocina a nova temporada do MasterChef Brasil. Todos os vencedores serão premiados com bolsas de 100% para graduação ou pós-graduação. Com um formato adaptado para atender aos protocolos de segurança recomendados pela OMS, o “Talent Show” chega à tela da Band diferente de tudo o que já foi visto, mas com os mesmos temperos e sabores das edições anteriores.

Boa disputa

Desta feita, cada episódio será independente, com oito aspirantes a cozinheiros, e contará com um ganhador, eleito após duas provas. Suspense à vista! A cada episódio, a premiação será anunciada pela apresentadora Ana Paula Padrão. Além disso, a universidade será destaque em ações várias e de rodapé animado, vinhetas integradas. O MasterChef Brasil estreou no dia 14, prometendo diversão e conhecimento.


Mais uma batalha

Belo Horizonte ganhou um reforço no enfrentamento da Covid-19. Os pacientes que reportarem sintomas da doença serão monitorados durante um mês por um aplicativo de celular. Ao todo, 39 mil pessoas serão beneficiadas nos próximos três meses. A ação é resultado de uma parceria entre a Vale, a empresa de tecnologia Binah, a Unimed-BH e a Prefeitura de Belo Horizonte.

Mais um aliado

A proposta da Binah consiste em um aplicativo de celular que, apontando a câmera, coleta sinais vitais do paciente, como saturação de oxigênio, respiração, níveis de estresse e frequência cardíaca. Qualquer morador de Belo Horizonte que tiver cadastro em um centro de saúde e sentir sintomas da Covid-19, como tosse, dor de garganta, congestão nasal e coriza, pode entrar em contato com o serviço de saúde da cidade por meio do site consultacoronavirus.pbh.gov.br.


Curtas & Finas

* A Diretoria de Ação Cultural da UFMG confirmou que o 52º Festival de Inverno UFMG acontecerá entre 14 e 23 de setembro, com atividades online, gratuitas e abertas para todos.

Sob o tema “Mundos Possíveis: Culturas em Pensamento”, o festival pretende organizar palestras, fóruns e apresentações artísticas com transmissão ao vivo pela internet.

Também está sendo preparado o lançamento de publicações digitais e de uma mostra que promoverá intervenções nas ruas de Belo Horizonte.

A temática desta edição prioriza o diálogo entre pesquisadores, mestres da tradição, artistas, filósofos e estudiosos para juntos encaminharem a imaginação de mundos possíveis, mobilizados pelos impactos socioculturais da pandemia.

“O festival existe há 54 anos. Houve apenas dois anos em que deixou de ser realizado. Nosso objetivo é manter o festival vivo, contínuo, como um espaço de criação e pensamento conectado com o futuro”, afirmou o diretor de Ação Cultural da UFMG, Fernando Mencarelli.

A programação completa será divulgada em breve. Acompanhe pelas redes sociais do evento: www.facebook.com/festivalufmg e www.instagram.com/festival_ufmg.

* Para os órfãos da diversão, desde sexta-feira, uma nova opção de lazer. É o Go Dream, primeira rede nacional de drive-in – com espaços em São Paulo, Rio de Janeiro, Nova Lima, Fortaleza e Recife.

Aqui, o local escolhido para abrigar o projeto foi o estacionamento da Faculdade Milton Campos, no Vila da Serra, Nova Lima.

As arenas drive-in multiuso serão parques de experiências para filmes, shows, peças teatrais, transmissões de jogos do Brasileirão e outros esportes, “stand-ups” e grupos de comédia.

O Go Dream funcionará de quinta-feira a domingo e as entradas custarão entre R$ 70 e R$ 90 por veículo (valor da meia-entrada solidária), podendo conter até quatro pessoas. Ingressos pelo site www.godreambrasil.com.br.

Idealizado pela Dream Factory, o Go Dream tem patrocínio Master da Budweiser e patrocínio da Ame Digital e BR.