Paulo Navarro | segunda-feira, 2 de setembro de 2019

No tradicional brunch de apresentação para imprensa da Casacor Minas, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, ladeado pelos diretores da mostra, Eduardo Faleiro e Juliana Grillo

Foto: Edy Fernandes

O secretário de Estado de Cultura e Turismo, Marcelo Matte, e Clarissa Menicucci, durante o mesmo evento, que aconteceu no Palácio das Mangabeiras

Foto: Edy Fernandes

Corrigindo a correção 

Dia 28 de agosto, publicamos nota que havia sido corrigida, mas, por “coisas de jornalismo, edição e desencontro”, prevaleceu a nota original, ou seja, sem a devida correção. A nota contava sobre duas brigas de casal. Nas duas, a mulher era a mesma, mas os namorados não. A primeira aconteceu em Miami, nos Estados Unidos, e foi divulgada até nas telinhas. A segunda briga foi aqui em Belo Horizonte.

Corrigindo a incorreção 

No melhor estilo “Ame e dê vexame”, a versão de testemunha ocular no chique restaurante de Lourdes: “Foi vergonhosa a briga que presenciei no A Favorita. A moça que apareceu nas redes sociais, no início do ano, após briga com o namorado, na Flórida, agora brigava com o atual namorado, com cenas de comédia pastelão, pois, além de jogar objetos, que acertaram a pessoa errada, demonstrando total descontrole emocional, chegou a deitar-se no asfalto, como se quisesse ser atropelada. Inacreditável”.

Mineiro no Oscar 

O novalimense Camilo Cavalcanti fez a produção do filme “A vida Invisível de Eurídice Gusmão”, de Karim Aïnuz, que, além de ganhar um prêmio no festival de Cannes, acaba de ser escolhido para representar o Brasil no Oscar 2020. A atriz Fernanda Montenegro faz parte do elenco.

Nova Billie 

Dia 20, no Palácio das Artes, show de uma das mais conceituadas cantoras de jazz, Madeleine Peyroux. Acompanhada de um maravilhoso quinteto de músicos. Madi, como é conhecida, apresentará sucessos e as músicas de seu novo álbum Anthem. Repetindo o clichê: voz de Billie Holiday.

Curtas & Finas

* Ainda sobre a nova Billie Holiday: o nome é francês, mas Madeleine Peyroux é natural dos Estados Unidos (Athens, Geórgia).

Sua linda voz, real e incrivelmente, lembra em muito a da trágica e mítica Billie Holiday.

Além de sua natal Geórgia, Madeleine morou na Califórnia, Nova York e Paris. Iniciou-se artisticamente nas ruas da capital francesa, aos 15 anos.

No começo, ela só passava o chapéu para recolher dinheiro para os músicos que acompanhava, mas logo se tornou a vocalista do grupo.

* O Ibef-MG iniciou a série de encontros com profissionais do setor financeiro, compartilhando experiências, ideias e debatendo temas pontuais da economia nacional.

A convidada do primeiro Encontro de Finanças foi a CFO da Anglo American, Ana Sanches. O encontro ocorreu na noite de 20 de agosto.

* De Patrícia Mckay Acm, no Facebook: “Hoje, homem bom dando sopa é apenas um homem distribuindo alimento aos pobres”.