Paulo Navarro | segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Ecos do “Oscar da Economia Mineira”, o Prêmio Minas Desempenho Empresarial, com o presidente da Usiminas, Sérgio Leite, ao lado da filha, Maitê

Foto: Edy Fernandes


Ainda no evento que aconteceu no Espaço Institucional da ACMinas, Sérgio França, diretor comercial e de estratégia da Prosegur, ladeado por Sérgio Bruno Zech Coelho e Ricardo Santiago, do Minas Tênis Clube

Foto: Edy Fernandes


O de sempre 

Estava demorando! Mas nos bares, “atrás do tanque, na moita”, já começa a inevitável, chata e humilhante pergunta: “Onde você vai passar o Réveillon?”. Então, nossa humilde contribuição a seguir, não necessariamente para todos os bolsos da eterna crise, mas, pérolas aos poucos. Comecemos pelas melhores festas mundo afora, com luxo, pé na areia, alto astral, otimismo e vistas cinematográficas.

O de mesmo 

O hotel mais cool e luxuoso de Miami, com o disputado Réveillon do W South Beach, no WET deck, área de lazer cercada de palmeiras, com duas piscinas, cabanas e shows. Alentejo. Convento do Espinheiro, Portugal. Ou Évora, rota dos vinhos, azeites e um réveillon inolvidável.

O de novo 

Rio de Janeiro. Réveillon New20. No Sheraton Grand Rio Hotel & Resorts, Leblon. Conforto, segurança, praia, fogos, open bar e food; festa até o dia amanhecer. Réveillon do Morro 2020, Morro da Urca, um dos cenários mais deslumbrantes do país, com a bateria nota 10 da Mangueira.

O novo de novo 

Réveillon The Secret Beach by White Rooftop, local só revelado em dezembro: linda praia, queima de fogos exclusiva e vista para os fogos de Copacabana. O Réveillon The Rock Bar 2020, mais de 12 horas de festa, com acesso à praia de Copacabana. Em São Paulo, Réveillon Célebre – Hotel Tivoli Mofarrej São Paulo, luxo em torno da piscina. Parador Maresias, na paradisíaca praia de Maresias, o beach club mais concorrido do litoral. Por fim, Parador Ubatuba, novo beach club do litoral norte.

 

Curtas & Finas

* A Orquestra Filarmônica de Minas Gerais acaba de anunciar sua temporada 2020, marcando os cinco anos da Sala Minas Gerais, sede da Orquestra, considerada uma das melhores salas de concerto da América Latina.

O grande destaque de 2020 também é Beethoven, cujos 250 anos de nascimento serão celebrados em todo o mundo.

Destaque: o ciclo dos cinco concertos para piano, de Beethoven, com Arnaldo Cohen; a presença de jovens solistas, como Ronaldo Rolim, Leonardo Hilsdorf, Danielle Akta e Daniela Liebman.

Os regentes convidados são Leif Segerstam, Conrad van Alphen, Thomas Sanderling e JoAnn Falletta.

Os brasileiros, consagrados internacionalmente, Cristian Budu e Antonio Meneses.

O trompista Eric Terwilliger e a vencedora do último concurso Rainha Elizabeth da Bélgica, a violinista Stella Chen.

A temporada começa dias 13 e 14 de fevereiro, celebrando o quinto aniversário da Sala Minas Gerais, com a Segunda Sinfonia de Mahler, obra inaugural da Sala em fevereiro de 2015.