Paulo Navarro | segunda-feira, 16 de março de 2020

No vernissage da exposição “Descompressão momentânea”, os anfitriões da Contemporânea Confraria de Arte e Design, Letícia Pinto, Marcos Esteves e Lucilene Bredoff

Foto: Edy Fernandes


Na mesma noite, o proprietário da Mobília Soluções Corporativas, onde acontece a mostra, Fernando de Oliveira, e a artista plástica Lenny Hipólito

Foto: Edy Fernandes


Enfim iguais 

Fome, guerras, doenças ligadas à pobreza e miséria, como falta de saneamento básico, matam muito mais, mas o mundo está assustado mesmo é com o coronavírus. Por que? Simples, porque guerras e pobreza são problemas alheios, já esse novo vírus é bem mais democrático e até elitista, contamina quem viaja, contamina ricos e está estragando os planos, negócios, as viagens, as festas, as vidas deles.

Enfim juntos 

Querem um exemplo recente e nacional? Aquele casamento chique num resort no sul maravilha da Bahia, Itacaré. E bastou um hóspede ter sido diagnosticado – suspeita ou certeza? – para que vários socialites morrerem de medo, rumo ao VIP Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Enfim unidos 

O casamento era da irmã de uma “famosa”, tal de Gabriela Pugliesi, “influencer” (sem comentários). Quinhentas pessoas ou vítimas no resort de luxo Txai. O “contaminado” contou à noiva, que contou à irmã. Pronto! Após o casamento, Gabriela disse ter tido sintomas do coronavírus.

Enfim na mesma

Sentiu e correu para o atendimento no dourado hospital paulistano. Enfim, a “influencer” influenciou mesmo os seus iguais e confessou: “A gente bebeu pra caramba, dormi pouco, na sexta a gente ficou dançando a noite toda debaixo de chuva”. Resumindo e interpretando a história, até o momento em que escrevemos, dia 12, tudo é suspeita ou paranoia. Mas nestes tempos sombrios vale tudo, democraticamente, “homem vira lobisomem, gripe vira lepra”, na melhor condição humana.


Curtas & Finas

* Frejat, em “Tudo se Transforma”, no Palácio das Artes, dia 21, às 21h. Sucessos do Barão Vermelho e da carreira solo.

* E no mesmo Palácio das Artes, Djavan, dia 27, às 21 horas, com “Vesúvio”.

* A promoter Paula Tatiana estreou na AdegaAlambique, dia 13. Contatos pelo Instagram @paulasilvatatiana.

* Ainda pelo Mês da Mulher, a empresária, voluntária e filantropa Alessandra Lopes foi homenageada.

Dia 7, na Cidade Administrativa, como membro do Rotary International e do Grupo Mulheres do Brasil, Alessandra recebeu o colar da Ordem dos Cavaleiros da Inconfidência Mineira.

* Dia 18, no Teatro do Centro Cultural Minas Tênis Clube, 40 jovens do Árvore da Vida, da Fiat Chrysler Automóveis e Fundação Banco do Brasil e Grupo Ponto de Partida, no espetáculo “Por Isso Que eu Canto”.

* Concorrido, com expressões dos três poderes, o almoço promovido por amigos e colegas da magistratura, em homenagem ao desembargador José Murilo de Morais, na última sexta, no Automóvel Clube.