Paulo Navarro | segunda, 6 de setembro de 2021


Zélia Ateliê

Nossa mui “chérie”, linda e talentosa amiga, Zélia Mendonça, abre novo ateliê e tem agenda deliciosamente recheada em Portugal. O novo ateliê fica em Tiradentes, no bairro Santíssima Trindade. Tão logo se instalou, Zélia embarcou para Portugal em agitada temporada. Primeiro, compôs o júri do 9º Certame de Pintura ao Aire Livre António Fernández.

Zélia Galeria

O evento integrou as atividades desenvolvidas pela Eurocidade Cerveira-Tomiño, no âmbito da Agenda Estratégica para a Cooperação Transfronteiriça Amizade Cerveira-Tomiño; a primeira em Portugal, a segunda na Espanha. Ainda na terra de “nossos ancestrais”, a mineira se instalou na residência artística da Zet Galery.

Zélia Galery

Na Zet Galery, Zélia também lança o livro “Senhora das Mudanças”, uma retrospectiva da profícua – esta palavra é linda! - e intensa carreira que traduz o espírito inquieto da artista. Além destes anfitriões, Zélia estará também com a exposição “Indígenas do coração” na Casa Gramido, em Gondomar.

Zélia Vitrine

Por conta de complicações desta já irritante pandemia, Zélia ainda não pode planejar o lançamento oficial do espaço em Tiradentes. Mas, portas abertas com exposição permanente para quem quiser conhecer. Sortuda por méritos, a artista começa seu retorno ao Brasil dia 25 de outubro e só deve aportar, aterrissar ou ancorar em Tiradentes, em novembro.

Ataque de abutres

Avisa Bia Moraes, educadora financeira da Ativa Investimentos: um levantamento da Serasa Experian revelou que brasileiros sofrem uma tentativa de fraude a cada oito segundos. As ocorrências de movimentações suspeitas ocorreram principalmente no setor financeiro nestes primeiros seis meses: bancos e cartões tiveram 1,2 milhão de tentativas e as financeiras, 205 mil.

Vítimas de abutres

Foram 1,9 milhão de ataques ao longo dos seis primeiros, aumento de 15,6% em relação ao mesmo período de 2020 e o maior volume já registrado no semestre desde o início do índice, em 2011. Sobre a idade das pessoas que sofreram os ataques, alta de ações contra aquelas de até 25 anos. O aumento das tentativas de fraude é reflexo da aceleração da digitalização por conta da pandemia.

Museus gerais

Os três museus municipais públicos da Pampulha estão com exposições abertas ao público. “Marcel Gautherot – registros modernos da invenção da Pampulha: depois e além”; “Gráficografia” e “Outras Habitabilidades” são as mostras em exibição, todas integrantes da programação do Pampulha Território Museus.

Na abertura da 14º edição da Morar Mais, em BH, Carolina e Josette Davis. Foto: Edy Fernandes

No mesmo evento, o casal Herwig e Isabel Gang e Marcelo Wanderley. Foto: Edy Fernandes

Curtas & Finas

*Ainda sobre os museus da Pampulha. 

As exposições integram o Museu de Arte da Pampulha (MAP), a Casa do Baile - Centro de Referência de Arquitetura, Urbanismo e Design e o Museu Casa Kubitschek.

Informações, no site www.pampulhaterritoriomuseus.com.br.

O eixo curatorial é de Marconi Drummond e Carlos M. Teixeira.

A proposta é a ênfase no diálogo entre a arte contemporânea, o patrimônio arquitetônico moderno e paisagístico da Pampulha.

*Publicada em outubro de 1931 – logo, há 90 anos – “As Ondas” é das mais geniais obras de Virginia Woolf.

Disponível somente no comercial@grupoautentica.com.br

*Conhecem a Fazenda Santa Clara e suas 365 janelas, uma para cada dia do ano, 52 quartos, um para cada semana e 12 salões, representando os meses de janeiro a dezembro?

Ela fica em Santa Rita de Jacutinga, Minas, e é um retrato do Brasil escravocrata.

Já foi palco de novelas e minisséries. A referência foi parar na literatura, em uma história de terror genuinamente brasileira.

O livro "A Casa das 100 janelas", de Jefferson Sarmento está disponível na Amazon.

*Outra dica literária, agora na área infanto-juvenil: “Eu no centro da Terra”, de Mercês Soares.

“Uma aventura no mundo subterrâneo, repleta de lugares incríveis com cavernas enormes, tetos altíssimos e lagos imensos”.

“Eu no centro da Terra” é o terceiro e mais recente livro de Mercês Soares.