Paulo Navarro | segunda, 6 de dezembro de 2021


Na “ponte aérea” entre BH-Rio de Janeiro,  Maraú e Europa, Ana Lida e Eduardo Simões. Foto: Arquivo Pessoal

Reviva Minas

A Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas - Secult divulgou a listagem do edital de R$10 milhões - inédito no Brasil - para o fomento do Turismo, parte do Programa Reviva Turismo. Foram selecionados 27 projetos de promoção e apoio à comercialização. Marketing para incentivar o potencial turístico de Minas, o aumento do número de visitantes; gerar empregos, renda e desenvolvimento socioeconômico.

Viva Minas

Dentre as ações de apoio à comercialização, a expectativa é criar ações como “famtours”; encontros de negócios; treinamentos e elaboração de roteiros turísticos em conjunto para operadores e agentes de viagens; criação, produção e divulgação “online”. Já dentre as ações de promoção de destinos e produtos turísticos as ações são complementares.

Vivas gerais

Complementares e fundamentais como criação, produção e divulgação “online” de materiais digitais, conteúdos promocionais para redes sociais, “sites ou blogs, press trips”, ações de publicidade ou propaganda exclusivamente “online”; produção e aquisição de fotos e vídeos de alta qualidade, para fins de promoção do destino ou produto turístico.

Boa vizinhança

Foram revelados, dia 1º, os vencedores do “Prêmio Meu Vizinho Pardini de Gentileza Comunitária”. 42.410 votos elegeram as seis melhores iniciativas que promovem o bem-estar comunitário, cidadania, convivência nos espaços públicos, formação de redes locais, gentileza urbana, literatura, preservação ambiental, memória e identidade.

Ótima vizinhança

Na Categoria Pessoa ou Grupo de Pessoas, o primeiro lugar ficou com o projeto “Menino da Praça”, com 6.795 votos. Iniciativa da dona de casa Samara, que transformou um espaço degradado em praça pública, Betim. O projeto “Abadá Capoeira Taquaril”, de BH, teve 6.692 votos e ficou em segundo lugar. A capoeira do “mestre Siri” ajuda na cidadania de jovens e adultos da região do Taquaril.

Exemplar vizinhança

O terceiro lugar, 5.891 votos, foi para o projeto “Pomar BH”, conscientização ambiental já espalhou quase três mil árvores frutíferas pela Região Metropolitana de BH. A Associação Itamar, que atende a comunidade do Alto Vera Cruz, venceu na categoria pessoa jurídica, com 6.059 votos.

Invejável vizinhança

O segundo lugar, 4.439 votos, foi do projeto “Romper”, iniciativa para beneficiar crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social e mulheres vítimas de violência, no Morro das Pedras. A Biblioteca Comunitária Corrente do Bem, que reúne livros que iriam para o lixo, em Santa Luzia, ficou com o terceiro lugar, com 2.403 votos.

Premiada vizinhança

Os prêmios de cinco mil reais, três mil reais e mil reais já foram entregues, nas duas categorias. O prêmio é realização da Rádio Itatiaia e Hermes Pardini, com apoio do Movimento Gentileza. Essa primeira edição teve 220 projetos inscritos, 160 pessoas ou grupo de pessoas e outras 60 de organizações formalmente constituídas de 20 cidades, incluindo BH e outras da RMBH.

Poderosa vizinhança

Fala Alessandro Ferreira, vice-presidente Comercial e Marketing do Hermes Pardini: “Uma boa ação tem o poder de mobilizar pessoas no entorno e sedimentar o bem. Por isso, é tão importante jogar luz sobre essas iniciativas. É uma forma de dizer muito obrigada para cada um que propaga o bem”.

Novo cidadão honorário de Itapecerica, o jornalista Lu Pereira, entre o prefeito Têko, a prefeita de Nepomuceno, Iza Menezes, a ex-prefeita de Guidoval, Soraia Vieira e o prefeito de Iguatama, Lucas Lopes. Foto: Arquivo Pessoal

Curtas & Finas

*O humorista Ricardo Bello está de volta com seu show de “stand-up comedy”.

Ele garante boas risadas, dia 18, às 19h, no restaurante Maria das Tranças, bairro São Francisco.

*O Brasil conquistou o título inédito no Campeonato Mundial de Pole Sports com as irmãs mineiras Samara Najla e Maria Eduarda na categoria Pole Sports Doubles de 15 a 17 anos.

Ao todo, foram 17 atletas brasileiros competindo no evento virtual, por conta da pandemia, com 35 países participando.

Esta foi a maior delegação da história do país na principal competição da modalidade.

*Desde ontem, aberto para visitação, o Museu Judaico de São Paulo (MUJ), espaço inaugurado após 20 anos de planejamento, fruto de mobilização da sociedade civil.

Além de quatro andares expositivos, os visitantes também terão acesso à biblioteca com mais de mil livros para consulta e um café que servirá acepipes judaicos.

Está localizado no antigo prédio do templo Beth-EL - uma das sinagogas mais antigas da cidade - na Bela Vista.

Passou por processo de restauração, modernização e construção de um prédio contemporâneo anexo para finalmente receber o público.

*Valorizando o design nacional, a Templuz convidou os designers Bruno Lobo e Fabí Senra (Casal Amora) e a artista Simone Oliveira, para inaugurar a “Vitrine Templuz”.

Intervenção expográfica que confere, a uma das mais movimentadas avenidas de BH, calmaria embalada por cores, poesia e um balé de automação e tecnologia.

O objetivo da Templuz é conectar nessa experiência designers brasileiros de mineiridade que têm o mesmo propósito.

*Lançado, dia 2, o livro “Travessia – Entre Luz e Sombras”, de Fátima Diniz Couto.

O título da obra resume a trajetória da autora e sua luta contra a depressão desde o final da adolescência.

Fátima abre sua vida, o sofrimento, os tratamentos, suas perdas, na esperança de que o relato seja um alento para outras pessoas que convivem com a doença.