Paulo Navarro | segunda, 24 de maio de 2021

Em família, Fernanda e Valentina Rubim e Evaldo Oliveira, gerente geral do Itaú Belvedere. Foto: Arquivo Pessoal

Saída à francesa

Tem muita gente “feli$”, infeliz em Belo Horizonte, contando os dias para ser vacinado. Não apenas para tentar escapar da Covid-19, mas para viajar. Tem muita gente também “doida” para voltar aos seus belos apartamentos em Lisboa, abandonados à força e há mais de um ano. E, estas pessoas, estão “loucas com carradas de razão”. Por que ficar nesta “eterna, chata e falsa CPI”, podendo passar um tempo no Paraíso?

Saída à portuguesa

E, segundo o jornal “O Globo”, Portugal tem outro atrativo. Com recorde de vacinação e pandemia controlada, o país é o destino turístico mais seguro da Europa. “Os britânicos, principais visitantes no verão, estão liberados a passar férias sem precisar fazer quarentena na volta, o que complicava o planejamento das viagens. Ainda é preciso apresentar teste negativo para Covid-19”.

Mundo de Luiza

Luiza Felício, gema linda de Belo Horizonte, lançou sua primeira pérola musical e música autoral, “Mundo Louco”. Morou em várias cidades, trabalhando como atriz e, em cada uma, conseguiu vivenciar e ver histórias, sentimentos e emoções que ilustram suas letras. Luiza fazia peças musicais e desde pequena gostava de escrever e cantar. Realmente, “mais louco é quem me diz e não é feliz”.

Luiza Felício, passaporte para nosso lindo e louco mundo. Foto: Caca Lanari

Mundo feliz

Em 2020, precisando se reinventar, descobriu a música, uma nova maneira de tocar, animar e entreter o público e a ela. De músicas dançantes e animadas até as calmas e introspectivas. As letras querem tirar as pessoas do chão e deixá-las curtir e animar o momento ou tirá-las do seu eixo e fazê-las pensar, sentir e reagir a certas situações”.

Interessante e estranho

Nem só de Netflix etc. vive a pandemia. Também de games. Como distração ou “hobby”, os jogos nadam de braçada. Segundo a Pesquisa Games Brasil 2021, 75% dos entrevistados passaram a jogar mais. O tempo de permanência aumentou de meia hora para uma a três horas diárias. O mercado também começa a ser dominado pelas mulheres, que somam 53,3% da audiência.

Contos de Yara

Abertura da exposição “Vivências Poéticas - Diálogos com Yara Tupynambá”, dia 27, das 17 às 18 horas, na Casa dos Contos, para convidados. A curadoria de Fátima Miranda reúne 10 obras de artistas dos mais diversos gêneros. A proprietária do espaço, Maria Leonor Xavier Cunha Roque, cederá três obras do seu acervo para a mostra.

Curtas & Finas

* A MercadoComum – Publicação Nacional de Economia, Finanças e Negócios, em seu 28º ano, anunciou os vencedores do 26º Prêmio Top of Mind – Marcas de Sucesso – Minas Gerais – 2021.

A premiação acontece em dois eventos: “1º e 2º Webinar Prêmio Top of Mind – MercadoComum – Marcas de Sucesso – Minas Gerais – 2021”, dias 7 e 8 de julho, às 18h.

Durante a realização, serão divulgados os vencedores da Categoria Top do Top of Mind de Minas Gerais – 2021, a mais elevada da premiação.

*Dizem as boas línguas que a economista Martha Seillier, ainda no Ministério de Paulo Guedes, será cedida ao Governo Zema, para os processos de privatização das estatais mineiras.

Os amantes das Belas Artes, Lilian e Mauro Tunes. Foto: Edy Fernandes

*O Teatro Inominável estreia "E a Nave Vai", dia 26, no Youtube do grupo (https://youtube.com/TeatroInominável).

Com dramaturgia e direção de Diogo Liberano, o filme acompanha o “apaixonamento entre Mocinho e Gatão”, refletindo nossa falta de controle diante dos afetos.

*Sim, mesmo com frio! A busca por vinhos mais jovens e leves alavancou a procura pelo “rosé”.

Ano passado, esse vinho teve incremento de 35% no Brasil, segundo a empresa de inteligência de mercado Ideal Consulting.

*As famosas “drogas”: amor, inveja, rivalidade, sedução, beleza e vingança estão em “Eros: Um amor proibido”.

Escrito por Fernanda Schmitt, de apenas 17 anos, é uma releitura do clássico mito grego Eros e Psiquê. É também “best-seller” na Amazon.

*Maio ganha o amarelo. A cor, que simboliza atenção e também advertência no trânsito, é a protagonista da campanha nacional Maio Amarelo.

Campanha sobre o número de mortes e acidentes nas estradas. Para reforçar, o Instituto Mobih e a LOTS Group desenvolveram um infográfico.

Como tema, “Preservar vidas é o único movimento que não pode parar”, com dados sobre como a pandemia impactou a mobilidade no Brasil.