Paulo Navarro | quinta-feira, 27 de junho de 2019

No coquetel de abertura da mostra de decoração Modernos Eternos, os anfitriões Josette Davis e Sérgio Zobaran

Foto: Edy Fernandes

Daniel Ribeiro, da Monte Verde Investimentos, ao lado da esposa, Luciana Costa, e do casal Ligia e Fabiano Jardim, no mesmo evento, que acontece no antigo Clube dos Caçadores, no Mangabeiras

Foto: Edy Fernandes

O país da crise 

O número de brasileiros com mais de US$ 1 bilhão aumentou de 42, em 2018, para 58, em 2019, segundo ranking mundial da revista “Forbes”. Na contramão, o número de ricaços no planeta diminuiu: eram 2,208 bilionários no mundo, contra 2.153 neste ano. Ao todo, os 58 bilionários brasileiros acumulam uma fortuna de US$ 179,7 bilhões (cerca de R$ 679,3 bilhões), aumento de 1,9% em relação a 2018.

O país dos desempregados 

Jorge Paulo Lemann, da Ambev e Heinz, o brasileiro mais rico em 2018, “tadinho”, tem “apenas” US$ 22,8 bilhões. Perdeu para o banqueiro, Joseph Safra, com a “mixaria” de US$ 25,2 bilhões. Lemann era o mais rico desde 2013. Em 2012, empatou com Eike Batista, hoje fora da lista.

O país dos desalentados 

Eike caiu em desgraça, leia-se Lava Jato. A mulher mais rica do Brasil é Ana Lúcia de Mattos Baretto Villela. Claro, é bisneta de Alfredo Egídio de Souza Aranha, um dos fundadores do banco Itaú. Ana Lúcia tem US$ 2,4 bilhões, o que faz dela a 18ª pessoa mais rica do Brasil.

Le Cointreau Bleu 

André Cointreau está no Rio? O licor? Não, mais ou menos isso, mas é uma notícia ainda mais saborosa. Agora, os brasileiros não são mais “obrigados” a ir para Paris, aprender no templo da alta cozinha. Cointreau é o presidente da Le Cordon Bleu, considerada a escola de culinária mais importante do mundo. Ontem, Cointreau inaugurou oficialmente a sede da Le Cordon Bleu carioca. Ele é, agora sim, parte da quinta geração dos produtores do licor com seu sobrenome e do conhaque Remy Martin.

 

Curtas & Finas

* Ainda sobre André Cointreau: a escola de culinária foi comprada pela família de Cointreau em 1984, mas existe desde 1895. Hoje está em 20 países, com 44 unidades.

No Rio, o espaço de 1.600 m², em Botafogo, recebeu um investimento de aproximadamente R$ 10 milhões para instalações e equipamentos. São 11 cozinhas.

* Ricardo Santiago, presidente do Minas Tênis Clube, convidando para a Festa Junina do clube, amanhã, no Minas 2, cuja atração principal será o show de Léo Chaves.

* Bernardo Teles, executivo do Grupo Bandeirantes no Rio de Janeiro, assumiu, nesta semana, a direção regional da Band Minas.

Bernardo é filho do mineiro e querido Antônio Teles, ex-vice-presidente do grupo.

Na mesma família Band, Cláudio Bianchini volta para São Paulo, onde concentrará suas atividades de executivo.

* Dia 29, o BH Shopping recebe, pela primeira vez, a Feirinha Aproxima, em homenagem à Dona Lucinha, ícone da gastronomia mineira!

Vários chefs interpretando as receitas criadas por D. Lucinha.

* Ontem, inauguração do Shopping Carijós.