Paulo Navarro | quinta-feira, 27 de agosto de 2020

Dupla mais que concreta, Eduardo Picchioni e Rubens Menin

Foto: Edy Fernandes


Em visita a Ipatinga, o presidente Jair Bolsonaro, emoldurado por Maitê e seu pai, Sérgio Leite, presidente da Usiminas

Foto: Arquivo pessoal


Vale a pena ver e rever de novo, o diretor da Record, Wagner Espanha; o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio; e o diretor da Band Minas, Bernardo Teles

Foto: Edy Fernandes


Refletir é viver

Nunca tivemos tanto tempo e tantos motivos para pensar ou repensar a vida. As mensagens que recebemos, a maioria anônima, confirmam esta tendência. Então, desapertem os cintos para mais um leve e pertinente texto. “Perguntei a um amigo que já ultrapassou os 60 e está chegando aos 80. Que tipo de mudança ele está sentindo? Ele me enviou as linhas a seguir e muito interessantes”.

Viver é amar

“Depois de amar meus pais, meus irmãos, minha esposa, meus filhos, meus amigos, agora comecei a me amar. Acabei de perceber que não sou Atlas. O mundo não repousa sobre meus ombros. Agora parei de negociar com vendedores de frutas e verduras. Afinal, alguns centavos a mais não vão abrir um buraco no meu bolso, mas podem ajudar o pobre homem a economizar para as taxas escolares da filha”.

Amar é doar

“Pago o taxista sem esperar o troco. O dinheiro extra pode trazer um sorriso ao seu rosto. Afinal, ele está trabalhando muito mais duro que eu. Parei de lembrar aos mais velhos que já contaram aquela história mil vezes. Afinal, a história os faz trilhar o caminho da memória e reviver o passado. Aprendi a não corrigir as pessoas, mesmo quando erradas. Afinal, a responsabilidade de tornar todos perfeitos não é minha”.

Doar é receber

“A paz é mais preciosa do que a perfeição. E se a pessoa vive numa bolha, deixa-a, não arrebente a bolha! Dou elogios de forma livre e generosa. Afinal, melhora o humor não só do destinatário, mas também o meu! Aprendi a não ser incomodado por alguma mancha na camisa. A personalidade fala mais alto do que as aparências. Fico longe de pessoas que não me valorizam. Elas podem não saber meu valor, mas eu sei”.

Receber é merecer

“Fico calmo quando alguém faz política suja para ficar à minha frente na corrida dos ratos. Afinal, não sou um rato e também não estou em nenhuma corrida. Estou aprendendo a não ter vergonha das emoções. São elas que me tornam humano. Aprendi que é melhor abandonar o ego que romper um relacionamento. O ego me mantém distante, enquanto com relacionamentos nunca estarei sozinho!”.

Merecer é ser

“Aprendi a viver cada dia como se fosse o último. Pois, um dia, será mesmo o último dia. Estou fazendo o que me deixa feliz. Só eu sou responsável pela minha felicidade. Que tudo isso, espero, sirva como reflexão para todos! Afinal, temos mesmo que esperar tanto? Para que, para o quê? Por que não podemos praticar isso em qualquer estágio da vida?”. Só pode ser de propósito, só para chatear.

 

Mais MRV

Pela quarta edição seguida da pesquisa “Marcas Mais”, feita pelo Estadão em parceria com a Troiano Branding, a MRV é a marca preferida pelos consumidores brasileiros. E é aquela com que eles demonstram maior envolvimento no seguimento de construção civil. A companhia, que tem atuação em mais de 160 cidades do país, é líder nacional e marca preferida dos brasileiros do nas regiões sul, sudeste, centro-oeste, norte e nordeste.

Mais sonhos

Segundo Rodrigo Resende, diretor de Marketing e Novos Negócios da MRV, esse resultado é fruto de alguns fatores, como a preocupação com a inovação constante, busca por qualidade, foco na experiência do cliente, governança com ética, responsabilidade e sustentabilidade, além da atenção para questões sociais e ambientais. “Nosso propósito é construir sonhos que transformam o mundo”.

Do Caraça!

Conhecido até no exterior pela riqueza ambiental, cultural, histórica e religiosa, o Santuário do Caraça acaba de receber o selo Travellers’ Choice 2020, do Tripadvisor. Para conceder a chancela, foram levadas em consideração as avaliações dos viajantes que passaram pelo local. E as atrações locais merecem mesmo medalhas. Da gastronomia às trilhas, passando pela famosa “hora do lobo”, história, arquitetura, conhecimento, biblioteca, museu e a Igreja Neogótica.

Curtas & Finas

* O livro “O Chefe”, de Ivo Patarra, foi liberado gratuitamente na internet. Toda a história da corrupção do governo Lula. Documento para a História do Brasil. Literalmente, o “Óbvio ULulante”.

Só não se indigna quem chegou hoje de manhã, vindo de Marte; é desprovido de vergonha na cara ou é cúmplice, sofreu lavagem cerebral, se tornou fanático e seguidor da seita PT. Resumindo: “A honestidade persegue Lula, mas Lula é mais rápido”.

* A Bel Lar Casa Contemporânea apresenta a exposição “Oásis Particular”. Um projeto conceitual que engloba design, arquitetura e arte. Um cenário no interior da loja que mergulha arquitetos, designers e amantes de decoração em tendências globais de design e comportamento. Até outubro.

Para novembro, outro cenário dentro dessa proposta. Transformar os espaços em refúgios, em oásis particulares. Esse foi o mote utilizado pela Decortiles, parceira da Bel Lar, para lançar a coleção 2020 de revestimentos. O arquiteto Roger Lages é o responsável pela criação da cenografia.

* As 35 unidades Mr. Hoppy Beer & Burguer de todo Brasil têm novo cardápio incluindo os novos e já famosos “Burgers de 10ão”. O clássico “American Cheese Burger”, com o “american cheese”, queijo ultra macio que derrete na boca, hambúrguer e pão. O 10? É o preço.

* A rede Porks – Porco & Chope, especializada em carne suína, acaba de lançar novo cardápio, com receitas inspiradas em várias culturas gastronômicas internacionais. Entre as novidades, dois hambúrgueres e quatro petiscos.

O novo cardápio já está disponível nas doze unidades da rede no país, incluindo Belo Horizonte e Uberlândia.