Paulo Navarro | quinta-feira, 20 de agosto de 2020

O Trio Maravilha da Gastronomia, Barbara Monceano, Massimo Battaglini e Geisiane Silva

Foto: Edy Fernandes


A saúde da beleza de Camila e Julia Diniz com Maibi Magalhães

Foto: Edy Fernandes


Confinamento e noivado a dois, em Ouro Preto, com Marco Antônio Lima Neves e Josélia Pessoa

Foto: Arquivo Pessoal


Ser e não ser

Muito já se falou sobre o privilégio dos “serviços essenciais”, nesta pandemia. Privilégio porque, claro, são serviços que, além de não perderem dinheiro, estão ganhando como nunca. Em vez de demitir, estão empregando e contratando reforços. A polêmica é classificar o que é realmente essencial e quais outros serviços merecem este status. Afinal, já dizia Oscar Wilde: “Se me derem o supérfluo, abro mão do indispensável”, do essencial.

Ser ou não ser

Quem pode acrescentar o luxo do conforto, espaços grandes e verdes; livros e Netflix no confinamento, ótimo! Mas claro que ninguém sobrevive sem comida e remédios. Daí a abertura de supermercados, padarias, farmácias, pets shop etc. No entanto, outro comércio que está “bombando” é o de materiais de construção. Ainda bem! Profissionais, suas famílias e toda a cadeia do setor também comem. Aquela reforma, manutenção, construção e ampliação que esperavam tempo e dinheiro? Pronto!

Ser e renascer

Se casas e apartamentos precisam de reformas e manutenção, seus habitantes também aproveitam a pandemia para impulsionar, e muito, a medicina na área da cirurgia plástica e clínicas de estética em geral, principalmente as de dermatologia. As lives e videoconferências ajudaram deveras como espelho. E mais: o confinamento é perfeito para ficar em casa, onde normal e obrigatoriamente este tipo de paciente recupera-se. Crise para uns, oportunidade para alguns.


Nosso forno

No dia 17, a Forno de Minas celebrou o Dia Nacional do Pão de Queijo. A empresa, que foi a primeira a comercializar o produto e hoje exporta para 18 países, preparou série de ações. Completou três décadas de sucesso e comemora com web série, post comemorativo, vídeo exclusivo com a receita do pão de queijo nas redes sociais, ações com influenciadores digitais, nos pontos de venda e de visibilidade no aplicativo cornershop.

Nossa marca

Palmas para Dona Dalva Mendonça, fundadora e diretora de Pesquisa e Desenvolvimento da empresa, com o famoso pãozinho de queijo. Dia 23, às 7h30, vai ao ar, na Globo Minas, uma edição especial do programa “Tô indo”, com a participação da Dona Dalva, contando um pouco da história do Pão de Queijo e da Forno de Minas. O programa também ficará disponível na Globo Play e no portal do GShow.


“Merci” Palhano Jr.

Escreveu a jornalista Márcia Francisco sobre a morte de Palhano Jr.: “Um incentivador nato da cultura; tantos talentos apadrinhou, elevou, fez brilhar e até nascer. Cantor, ator, produtor cultural, um artista na autenticidade. Viveu para e pela arte. As gerações vão construindo histórias, deixando suas marcas, seu exemplo. Mas sempre nos surpreenderemos com as despedidas. Deve ser, mesmo, porque certas canções são eternas. Um paradoxo, sabê-las interrompidas aos nossos olhos. Toda luz, Palhano!”.


Empresa gigante

A construtora MRV é eleita uma das melhores empresas para se trabalhar em Minas em 2020, pela Great Place do Work (GPTW). A empresa que, merecidamente, está na lista das mais desejadas pelos futuros profissionais de Engenharia, tem mais de 40 anos de história e 30 mil colaboradores engajados. É a única construtora da categoria Empresas Grandes do ranking. Ao longo de seus 40 anos, destaca-se pelo empenho e desenvolvimento em diversas áreas, inclusive Recursos Humanos.

Curtas & Finas

* Ainda sobre a MRV: “É com grande honra que recebemos a notícia de estarmos no ranking GPTW”.

 “Além de ser um selo extremamente reconhecido no mercado, saber que nossos colaboradores estão satisfeitos é muito gratificante”, diz Marcos Horta, diretor de RH da MRV.

Apenas em 2019, a MRV recebeu um total de 37 prêmios de diferentes categorias.

* Lei Geral de Proteção de Dados vai impactar pequenos negócios em meio à crise.

* Tramita no Congresso Nacional uma Medida Provisória (nº 959/2020) que visa adiar a entrada em vigor da legislação.

É a Lei nº 13.709, também conhecida como Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), que entrou em vigor no último dia 16.

E alterou o Marco Civil da Internet para estabelecer diretrizes importantes e obrigatórias para a coleta, processamento e armazenamento de dados pessoais.

Por causa da Medida Provisória, a lei ainda precisa ser analisada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal. Caso não seja votada até o dia 26, perderá sua eficácia.

* Em uma área de cerca de 430 mil metros quadrados na regional Norte de Betim, está sendo construído o bairro Kubitschek.

A parceria entre a Construtora EPO e a Domicilium Engenharia vai gerar cerca de 200 lotes, com áreas de 360m² a 7.000m², aproximadamente.

Visa moradores, estabelecimentos comerciais e serviços. O Valor Geral de Vendas (VGV) estimado é de R$ 40 milhões.

O Kubitschek foi projetado com iluminação pública em LED, rede de drenagem das águas pluviais, rede de água e esgoto, planejamento de tráfego e paisagismo.

As ruas serão arborizadas com ipês e cerca de 132 mil metros quadrados serão destinados a áreas verdes e de lazer definitivas.

A um quilômetro do Centro de Betim, o Kubitschek tem acesso facilitado, por avenida de 25 metros de largura, a partir do bairro Santa Fé.