Paulo Navarro | quinta-feira, 13 de agosto de 2020

Brindando à vida, com V de vinho, Ângelo Marino, Renato Vieira, Eloísa Helena, Ewerton Rabelo e Carlos Martignago

Foto: Edy Fernandes


O charme ao cubo de Juliana Vasconcellos, Lilian Tunes e Cláudia Sabino

Foto: Edy Fernandes


E Deus, a beleza, a inteligência criaram a futura médica, Brisa Goulart

Foto: Arquivo Pessoal

Anna Emília Gaetani que herdou o talento do pai, Ítalo Gaetani, da Construtora Castor

Foto: Arquivo Pessoal


Tragédia imortal

Ainda repercute a coluna de 9 de agosto, contando sobre o filme “Ângela” e relembrado a socialite mineira Ângela Diniz, “A Pantera de Minas”, que arrasou no Rio, onde também foi assassinada, mais precisamente em Búzios, em 1976, aos 32 anos, pelo namorado Doca Street. Com um ótimo advogado, Evandro Lins e Silva, alegando; tirando da manga e da cartola, a tese da “Legítima Defesa da Honra”, Doca foi sentenciado a apenas dois anos de prisão, que cumpriu em liberdade. 

Tragédia histórica

Escrevemos em seguida que, a pena, na prática inexistente, causou enorme comoção contra a violência doméstica. Nascia o slogan “Quem Ama Não Mata”. Contudo, após uma forte mobilização social, o milionário Doca Street passou por um segundo julgamento e pegou 15 anos de prisão, cumprindo apenas três desses anos. Na verdade e na confusão de mil versões e informações, não foi bem assim e aí que nasceu a campanha “Quem Ama Não Mata”.

Tragédia pioneira

Quem nos corrige é a colega Dinorah Carmo, integrante do movimento Quem Ama Não Mata: “Desde seus primórdios, há 40 anos, o slogan ‘Quem ama Não Mata’ não surgiu com a tragédia de dezembro de 1976, com o assassinato de Ângela Diniz. O movimento surgiu conosco, posteriormente, no protesto do Quem Ama, menos de mês depois das trágicas mortes de Eloísa Ballesteros e Maria Regina Souza Rocha, em 18 de agosto de 1980, às 17h, nas escadarias da Igreja de São José”.

Tragédia nacional

Continua Dinorah: “O evento reuniu cerca de 500 pessoas, em plena ditadura, onde quase tudo era proibido, e foi iniciativa de um grupo de mulheres feministas, do qual participei, sob o comando e liderança da jornalista Mirian Chrystus. Fizemos um protesto histórico nas escadarias da São José, contra os assassinatos de Eloísa e Maria Regina, também covardemente assassinadas pelos respectivos maridos, Márcio Stanciolli e Eduardo Rocha. O evento teve ampla repercussão na mídia nacional”.


Conciliação à vista

Sábado, a coluna entrevistou o advogado Paulo Lasmar, que, hoje, volta à coluna na sequência de seu talento conciliatório de paz, justiça e progresso. No início desta semana, a Cervejaria Backer postou em seu Instagram nota dirigida ao público em geral e que, pela repercussão, trouxe um alento, tanto para aqueles que foram atingidos pela fatalidade da intoxicação como para aqueles que sempre admiraram a família e o trabalho dos irmãos Lebbos à frente da cervejaria.

Conciliação querida

A Backer anunciou a contratação da Satisfactio – Câmara de Conciliação e Mediação, dirigida pelo advogado Paulo Lasmar, para iniciar conversas com as pessoas e famílias vitimadas pelo lamentável evento. Desejamos sorte a todos para que as conversas alcancem os resultados esperados, e todos possam prosseguir em suas caminhadas pela vida.

 

Retificar é preciso

O amigo e empresário Mário Diniz pede retificação de informação publicada por esta coluna no dia 6 e declara: “Ainda sobre cultivar a vida, esta coluna precisa fazer uma correção: a primeira empresa especializada em kits de estufas, orquidários e gazebos no Brasil foi a Home&House, que ainda em 2011 instalou as primeiras estufas no Brasil, mais precisamente em Belo Horizonte”. Após idealizar e fundar a empresa Cultivita, hoje Mário Diniz continua seu projeto iniciado há nove anos, criando um clube exclusivo para a importação direta das estufas, orquidários e gazebos, que podem ser conferidos no Instagram @casadevidro.br.


Shopping seguro

Para voltar a receber os clientes na pandemia, o Shopping Cidade passou por completa preparação, seguindo todos os protocolos de segurança. O empreendimento investiu cerca de R$ 100 mil em ações efetivas, como as câmeras termográficas de última geração, para aferição da temperatura dos clientes em todas as entradas do shopping, que custaram R$ 32 mil.

Shopping sorriso 

Priorizando o relacionamento com os clientes e a segurança, o Cidade treinou sua equipe, paramentou os EPIs necessários e criou um retorno mais leve com o “crachá sorriso”. Conforme a síndica do empreendimento, Anna Emília Gaetani, “foi uma forma interessante de impactar esse retorno e uma ótima saída para trazer o sorriso da nossa equipe através do novo crachá de identificação onde todos estão sorrindo”.


Curtas & Finas

* A nova fábrica do Grupo Petrópolis, em Uberaba, começou, dia 11, a primeira produção de cervejas.

O fabrico acontece sob o comando do Diretor Industrial e Mestre Cervejeiro, Diego Gomes. A primeira brassagem será de 110 mil litros da cerveja Itaipava.

Com esta primeira produção, a empresa cumpre sua expectativa de funcionamento da fábrica, cuja obra foi iniciada em maio de 2019.

* A crescente demanda por transparência nas contas públicas também abrange os gastos eleitorais e, a cada eleição, o processo de prestação de contas tem sido mais rigoroso.

A obrigatoriedade de minuciosa prestação de contas ao TSE dos gastos em campanha eleitoral, com dinheiro público ou não, é fato negligenciado por muitos candidatos inexperientes.

Infelizmente, essa negligência pode custar muito caro. Desde 2014 o TSE tornou obrigatório que as contas tenham um responsável técnico de contabilidade, em um processo se cada vez mais draconiano.

A Diretiva Contabilidade, empresa mineira com presença em São Paulo e Campinas, além da sede em BH, investiu pesadamente em Tecnologia e Processos.

Hoje atende candidatos e partidos de todo o Brasil com resultados bem acima da média de mercado.

* Conhecido em todo o mundo pela riqueza ambiental, cultural, histórica e religiosa, o Santuário do Caraça acaba de receber o selo Travellers’ Choice 2020, do Tripadvisor.

Foram levadas em consideração as avaliações dos viajantes que passaram pelo local.

Com isso, uma das Sete Maravilhas da Estrada Real figura entre os melhores estabelecimentos listados por um dos mais importantes sites de turismo do planeta na categoria “Pontos Turísticos de Interesse”.

* Xuxa, como todo o Brasil, é fã de Rita Lee. Por isso, Rita foi a primeira pessoa a ler o livro “Memórias”, de Xuxa, que será lançado pela Globo Livros em setembro. E Rita escreveu emocionante texto sobre a experiência, na orelha do livro.

“Ler as memórias de Xuxa é como assistir a um filme sobre uma atriz hollywoodiana que começou ralando na vida e quis o destino que se tornasse uma deusa superstar”.

Conhecendo os pormenores de suas aventuras que, aliás, escreve com coragem e honestidade, entendo melhor essa mulher estonteantemente bela e os momentos nem sempre fáceis pelos quais passou”.

“Certeza de que foi aquele seu eterno sorriso iluminado — e, por vezes, ingênuo — que venceu as chatices dos humanos e a tornou a figura mais apaixonante do Patropi”.