Paulo Navarro | quarta-feira, 31 de julho de 2019

Em passeio pelos corredores do Minas Shopping, a coordenadora do Miss Minas Gerais Plus Size, Érica Dante, ao lado da Miss Brasil 2019, Júlia Horta, e da gerente de marketing do mall, Ana Paula Alkmim, emolduradas pelas concorrentes do Miss Minas Gerais Plus Size 2019

Foto: Stephanie Viana

Novos rostos 

Hoje, nas bancas, a “Vogue Brasil” de agosto. As novidades Anok Yai e Alton Mason estrelam as três capas e posam para Luigi & Iango. Edição de moda por Pedro Sales, beleza com assinatura de Luigi Murenu e Georgi Sandev. Anok nasceu no Egito e é refugiada nos EUA desde os quatro anos. Já Alton é filho de um jogador de basquete e se dedicou à dança até ser descoberto por uma agência de modelos.

Construção do Brasil

O ministro de Minas e Energia (MME), almirante Bento Albuquerque, participa de debate com CEOs de mineradoras, na abertura da Expo & Congresso Brasileiro de Mineração (Exposibram), de 9 a 12 de setembro, no Expominas. Espera-se do ministro os planos do governo para a mineração.

Falhas no paraíso

O titular da coluna volta, amanhã, da viagem de 15 dias com o filho, João Paulo, à Disney World e Nova York. De lá, enviou suas impressões. Nem tudo são flores. “... Tudo funciona bem, exceção feita aos ‘mutantes’, geneticamente falando, devido aos péssimos hábitos alimentares. Com muito hambúrguer, sem trocadilho, a população, cada vez mais obesa”.

Pecados no paraíso 

“Tirando os psicopatas e atentados, os EUA são um país infinitamente mais seguro que o Brasil. Ocorrências de roubo são raras, quando acontecem vêm por parte de latinos. Não se joga lixo nas ruas e calçadas, prova de boa educação. Mas, no comportamento, os idosos penam”.

Vergonha no paraíso 

“Numa tendência que já se vê no Brasil, mas nem tanto como nos EUA, os velhos são abandonados em asilos. Jovens casais carregam filhos para tudo que é canto porque não têm o espírito familiar de ‘tomar conta’. Para velhos e crianças uma cuidadora cobra U$ 20 por hora! Os norte-americanos são pouco interativos, mal conhecem seus vizinhos; são focados em trabalho e na casa própria, com as famosas hipotecas ou os financiamentos. Comida, vestuário e eletrodomésticos, fartos e a preços módicos”.

Curtas & Finas

* Ainda sobre os EUA: “Em Orlando, na Flórida, e seu entorno não há transporte coletivo”.

Apesar de supervias, veias e artérias, há engarrafamentos na hora de pique, com a gasolina a US$ 2.06, metade do preço no Brasil. Continuamos, amanhã.

* Lembram daquele jingle que tocou muito em rádio e TV, “A Santa Casa vai ser pintada, já tem as tintas, foram doadas. Você podia ajudar, com amor, a escolher a mais bonita cor...”?

Parece que foi ontem, mas a mais recente pintura da Santa Casa já tem 26 anos, quando o hospital completou 120 anos.

Assim, o Grupo Santa Casa BH busca novamente apoio para revitalizar as fachadas do hospital, dos prédios anexos, assim como a revitalização das calçadas.

O valor do projeto é de R$ 6.017.066,10. Para tal, o GSCBH convida empresas com lucro real a doarem parte dos seus impostos devidos; até 4%, 100% dedutível para esse fim.

* A Cia Athletica, da qual Eduardo Guarani é sócio, comemora 15 anos, com “revoluções” na tecnologia e infraestrutura.