Paulo Navarro | quarta-feira, 3 de julho de 2019

No Automóvel Clube, durante jantar promovido pelo procurador Jarbas Soares ao deputado federal Fábio Ramalho, Roberto Brant com o prefeito de Betim, Vittorio Medioli, o vice-governador de Minas, Paulo Brant, e o homenageado da noite

Foto: Edy Fernandes

Funil assassino

Francisco Abreu e Silva aprofunda tema aqui tratado sobre o perigoso e criminoso afunilamento das pistas da BR-040 em pontes e viadutos: “Na verdade, com raras exceções, nosso modal rodoviário é assassino e os responsáveis deveriam ser responsabilizados civil e criminalmente”.

Assassino e cruel

“Responsabilizados pelas mortes e invalidez temporária e permanente que abundam nossa rede viária, seja ela federal, estadual ou municipal, incluindo aí as ruas e avenidas, pelo mau uso das verbas que deveriam ter sido destinadas ao desenvolvimento do modal rodoviário”.

Cruel e inútil 

“A mídia mostra o ataque aos efeitos (multa, bafômetro, fiscalização, radares), mas nunca menciona as causas reais. Sempre coloca em evidência, a culpa, na imprudência, a ingestão de álcool, enaltecendo a ‘indústria da multa’, que nada tem de educativa, pois é meramente punitiva e arrecadadora; mais um imposto, que nos força, impulsiona a desistir do carro próprio e utilizar outras alternativas de mobilidade (...) Exemplo: 60 km/hora era a velocidade máxima quando o Fusca era o carro do ano”.

Inútil e obsoleto 

“Velocidade em 60 km/hora apenas multiplicaria os engarrafamentos em todo o país. As causas do problema são: cada vez mais carros nas estrada e ruas; a malha viária que, por sua vez, continua a mesma de 30 anos atrás; o sistema de aferição de habilitação antiquado e passível de corrupção, colocando motoristas inábeis no trânsito e carros velhos”.

Transformação obrigatória 

Transformação Digital foi o tema de encontro promovido pelo Ibef-MG dia 25 de junho. O palestrante foi o diretor de TI do Grupo Hermes Pardini, João Alvarenga, que falou sobre inteligência artificial (AI), “customer experience”, “analytics” e tecnologias emergentes. Segundo o presidente do Ibef-MG, Camilo Lelis, devemos colocar a Inteligência Artificial (AI) em prática para otimizar negócios.

Curtas & Finas

* Ler é Viver – Instituto Gil Nogueira e Associação Cidadão convidam para o Forró do Capão, Fazenda do Capão, Sabará.

Atrações: DJ Eduardo Aum, Julio César e Aldair. “Open bar” e “open food”. Dia 6, a partir das 20h.

* Pelo segundo ano consecutivo o Grupo Pardini subiu uma colocação no ranking do “Valor Inovação Brasil”, na categoria Saúde, e se firmou entre as três mais inovadoras do país.

* O Sindicato das Indústrias de Panificação (SIP) e a Associação Mineira de Indústria de Panificação (Amip) serão comandados por um único presidente.

O objetivo é dar mais celeridade às deliberações internas.

Com experiência de mais de 30 anos, o escolhido pelos empresários da categoria é o atual presidente da associação, Vinícius Dantas, que, a partir de agora, responderá também pelo sindicato.

* O McDonald’s da Savassi foi reinaugurado, depois de 27 anos.

A reforma incorporou os conceitos internacionais da rede, garantindo mais comodidade e interatividade aos consumidores.