Paulo Navarro | quarta-feira, 24 de julho de 2019

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina da Costa, e o presidente do Sistema Faemg, Roberto Simões, durante a entrega da Medalha do Mérito Rural 2019

Foto: Edy Fernandes

No mesmo evento, que aconteceu na sede do Sicepot-MG, o assessor de comunicação da Faemg, Lauro Diniz, ao lado de Roberto Bastianetto, subsecretário de Comunicação de Minas Gerais

Foto: Edy Fernandes

Era glacial

No programa de entrevistas “Conversa com Bial”, o sempre sensato e bem-humorado vice-presidente, general Hamilton Mourão, falou sobre o aquecimento global, fazendo uma banal comparação. Disse ele que mora no mesmo apartamento, em Copacabana, Rio de Janeiro, há 42 anos. “Quando fui morar lá, um ventilador era suficiente. Hoje, é impossível ficar sem ar-condicionado”. Simples e verdadeiro.

Era do gelo 

A conversa com Mourão foi na Globonews. E você não precisa ir ao Polo Norte ou ao Rio de Janeiro para perceber a realidade do aquecimento global. Na Globo, o apresentador do “Bom Dia, Brasil”, Chico Pinheiro, tentando brincar, falou uma “mentira”, no mínimo usou um clichê.

Era o esquimó 

Clichê que não vale mais. Chico Pinheiro, sempre brincando, disse que um amigo, em Barbacena, foi tomar banho e ficou congelado. Imóvel, “petrificado” como as famosas vítimas do vulcão Vesúvio em Pompéia e Herculano, na Itália. Sim, Barbacena continua gelada, mas não como antes.

Era uma vez 

Para perceber que o frio de Barbacena já não assusta, basta um exemplo contrário ao do general Mourão. Há anos, em Barbacena, media-se o frio pelas vezes que se acendia a lareira. Há anos as lareiras de Barbacena estão apagadas. As mesmas que funcionavam, no máximo, uma semana. Hoje, só se for pelo charme ou se a pessoa por exageradamente friorenta. O vento e a umidade de Barbacena continuam cruéis, mas quem morreu de frio, nesse ano, foi um morador de rua em São Paulo, a ex-Terra da Garoa.

Curtas & Finas

* Para continuar no aquecimento global, e o verão de mais de 40°C na Europa?

* Temas atuais para a moda em Minas serão debatidos com especialistas, dia 30, no edifício da Fiemg, Funcionários.

O “Seminário da Moda 2019 – Boas práticas para a cadeia produtiva” vai apresentar e debater tendências do varejo, cenários e conexões para a indústria.

A proposta do evento dialoga com o tema do próximo Minas Trend, que acontece de 22 a 25 de outubro, no Expominas: “Tecendo Futuros”.

A proposta da próxima edição do maior salão de negócios da América Latina, realizado pelo Sistema Fiemg, é debater os caminhos a serem trilhados pela cadeia produtiva da moda.

* A SingularityU, universidade da Nasa e do Google, acaba de chegar a Betim (MG) como o mais novo capítulo brasileiro.

Os empresários Vinicius Debian e Daniel Vidigal, ex-alunos da SingularityU, no Vale do Silício, estão à frente da iniciativa.

Existem hoje 156 capítulos da SingularityU, em 68 países pelo mundo.