Paulo Navarro | quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Em evento realizado no Consulado da Itália em Belo Horizonte, o cônsul Dario Savarese, Valentino Rizzioli, Fernanda Longobardo e Cristiano Jardim

Foto: Edy Fernandes


Jéssica Ribeiro e Kawan Dutra, na festa de confraternização da Patrimar, que aconteceu na sede da construtora

Foto: Edy Fernandes


Cavalar e lapidar 

Chegando o Minas Champion League, nosso campeonato de hipismo. Neste ano Olímpico, a Federação Hípica de Minas prepara campeonato de hipismo por equipes! Cavaleiros e amazonas de todo o Estado lutarão com unhas, dentes e “cascos” por belo prêmio de R$ 160 mil e um automóvel 0km. O nome do campeonato será apresentado no dia 14 de fevereiro, no restaurante Nutreal. As provas da primeira etapa acontecerão no dia 15, no Centro Hípico Chevals. A grande final será no domingo, dia 16, a partir das 14h.


Vinho solidário 

A Casa Rio Verde doa parte do valor arrecadado com a venda dos clubes de assinatura para a Creche Nosso Lar. A instituição abriga em tempo integral portadores de paralisia cerebral. Fala Gabriel Roberto, gerente de e-commerce: “É uma forma de cumprirmos nosso papel social”.


Mal criativo

Nosso amigo Kênio Pereira, especialista em Direito Imobiliário, avisa: a criatividade dos assaltantes não tem limites. Para burlar a segurança alugam apartamentos e acessam o condomínio. Após estudarem rotinas e horários dos vizinhos arrombam os apartamentos e levam tudo.

Mal apurado 

Depois, saem tranquilamente pela garagem. Por ser vizinho, há casos que os assaltos demoram a ser descobertos, pelo fato dos moradores estarem em férias, pois há ladrão que tem os equipamentos de chaveiro e assim entra no apartamento sem danificar a porta, deixando de chamar atenção. A nova modalidade de assaltos cresceu com as locações realizadas por imobiliárias virtuais e por aplicativos.


Curtas & Finas

* Ainda sobre a nova modalidade de assaltos a apartamentos. Os ladrões que têm facilidade de falsificar documentos ficam mais seguros em se apresentar como candidato a inquilino onde ele não tem que aparecer pessoalmente.

Pelo meio virtual ninguém vê o rosto do candidato, não confere se ele é realmente quem está na carteira de identidade, o que facilita a fraude. Após o assalto, o investigador da polícia não tem como conversar com os atendentes da imobiliária para saber detalhes sobre falso inquilino.

Por isso, para Kênio Pereira, que também é advogado e presidente da Comissão de Direito Imobiliário da OAB-MG, nada mais seguro que a boa e velha imobiliária, tradicional e exclusiva.

* Lugar lindo, cujo ineditismo da primeira exposição, “Cotidiano Feminino”, de Adriana Santos, organizada por Fátima Aquino, acontece no espaço interno do parque, a Galeria Parque Ecológico.

Onde? Em frente ao portão 1 da Toca da Raposa, na Pampulha.

De terça a domingo, das 8h30 às 17h. Ótimo para um piquenique, com arte.