Paulo Navarro | quarta-feira, 1º de maio de 2019

Ecos do Minas Trend: o estilista Ronaldo Fraga, diretor-criativo do evento

Foto: Edy Fernandes

Dia mais ou menos 

Infelizmente, não podemos desejar a todos um feliz Dia 1º de Maio, um feliz Dia do Trabalho. O desemprego pode até ter diminuído um pouquinho, mas continua gigante, terrível, implacável e malvado. Não podemos falar “apenas” dos 13 ou 14 milhões de desempregados, esquecendo os milhões de informais, os que têm trabalho mal remunerado, sem carteira assinada e os mais desesperados, os desalentados.

Dia mais pra menos 

Pra quem não sabe; para quem sabe, mas não refletiu o suficiente; os desalentados formam a face mais cruel da crise que gerou tantos desempregados. Tantos desesperados e frustrados. Desalentados são aqueles que, depois de tanto procurar trabalho, desistiram, abandonaram.

Dia mais pra menos 

Fato que a queda na venda de cimento e caminhões, por exemplo, é sinal de economia estagnada. Mas acabamos de saber que “faturamento nas vendas de livros no Brasil teve queda de 10,1%, em 2018”. É um sinal ainda pior. Livros são sinônimo de educação e cultura, os “supérfluos”.

Dia para sonhar 

O que desejamos, especialmente, hoje, Dia do Trabalho, é Trabalho com T maiúsculo. Trabalho que gera, antes de tudo, dignidade, vida e futuro. Então, que hoje seja Dia de Sonhar e de Esperar. Esperar de Esperança. Para isto, é bom lembrar, as reformas, principalmente a da Previdência, são fundamentais. Sem elas, nada de investimentos e agravamento da crise, do desemprego e do desespero. Trabalhemos pelo Dia do Trabalho. E que o próximo Dia 1º de Maio seja um “dezembro dourado” para todos nós.

Família feliz: a jornalista Larissa Carvalho, o pequeno Théo e o empresário Peter Mangabeiras

Foto: Arquivo pessoal/Divulgação

Curtas & Finas

* O Hospital Lifecenter inaugura, hoje, nova Unidade de Terapia Intensiva (UTI), composta por dez novos leitos. Investimento em tecnologia, infraestrutura e atendimento de qualidade da instituição que completou 17 anos, em abril.

Expansão e modernização também no Centro Cirúrgico. Projeto de R$ 4 milhões, visando melhorar a produtividade, a gestão dos pacientes, o acesso e a higiene.

* A Skazi vai levar a alfaiataria esportiva, inspirada no surfwear, de seu Verão 2020 para o CasaModa.

O evento, dos mais tradicionais salões de negócios do setor, acontece em São Paulo, até amanhã.

* Dia 7, o gramado do Mineirão receberá seleto grupo de executivos do Brasil para uma experiência inédita: um jantar, assinado pelo chef mineiro Léo Paixão.

Ainda no cardápio, debate sobre o tema Legado, com experts no assunto: Amyr Klink, Rogério Chér e Gil Giardeli, com mediação da consultora Betânia Tanure.

A noite ainda terá show de Fernanda Takai, apresentando um tributo a Tom Jobim.