Paulo Navarro | quarta, 4 de maio de 2022

A quarta-feira é de Lucas Belisário e Bárbara Fonseca. Foto: Edy Fernandes

A quarta-feira de ouro também vai para Jones “Jonão” Braga e Fernando Ramos. Foto: Edy Fernandes

 Começar em Pizza

Nem o céu é limite para o jazz de John Pizzarelli eternizar o brilho da estrela maior, Nat King Cole (1919-1965). Quem é Nat King Cole? É o monstro sagrado nascido no Alabama, Estados Unidos, que começou como pianista num trio de jazz e, “por acaso”, numa urgência, num improviso, soltou a voz nas estradas, cassinos, grandes salas mundo afora, passando de mortal a mito e lenda da boa música, hoje, em extinção.

Continuando em Pizza

Consagrando a modernidade e eternidade do centenário ícone, o show “For Centennial Reasons...” dá a César o que é do Rei King Cole. Uma apresentação única em BH, dia 21, às 21h, no Grande Teatro do Sesc Palladium. Inspirado na figura ímpar do mestre, o imenso guitarrista e cantor americano, John Pizzarelli, lidera o mágico trio de acordes.

Terminando em Pizza

Domínio técnico e requintada musicalidade. O tom afinado, a melódica saudação ao frescor e elegância do imperador. "Nat King Cole é a razão pela qual faço o que faço", confessa Pizzarelli. A paixão pelo ídolo orquestra a contemporaneidade do repertório ao revisitar clássicos esbanjando personalidade nos arranjos e sonoridades que passeiam desde as notas mais suaves até o sedutor swing.

Futebol arte

Hoje, às 16h, para quem gosta de futebol de verdade, o último jogo das semifinais do maior campeonato do mundo, muito mais interessante e bonito que a própria Copa do Mundo, a Liga dos Campeões da Europa. No cardápio e na Espanha, o segundo jogo entre Real Madrid e Manchester City. No primeiro encontro, semana passada, na Inglaterra, um show de futebol, para esquecermos o campeonato brasileiro, Libertadores e a mesma Copa do Mundo. Final, dia 28, na cidade mais linda do mundo, por enquanto, Paris.

A Bahia tem

Há dois dias, a Bahia conta com um novo conceito, filosofia e infraestrutura de assistência à saúde. Robusto em quesitos como arquitetura, infraestrutura e tecnologia, o novo Hospital Mater Dei Salvador se dedicará aos pacientes a partir de um atendimento humanizado, personalizado e diferenciado, principal marca construída pela Rede Mater Dei ao longo de seus 42 anos.

A Bahia ganhou

O novo hospital será o maior da rede privada a serviço dos baianos. Atendimento integrado adulto e pediátrico em mais de 40 especialidades e em todas as fases da vida, via convênios ou particular. O equipamento integra um projeto conceitual que vai proporcionar à população baiana e demais estados do Nordeste, o jeito Mater Dei de ser guiado por acolhimento, qualidade e segurança assistencial.

Salvador ganhou

A chegada do Hospital Mater Dei Salvador inaugurou a nova fase da Rede Mater Dei de Saúde, já que este é o primeiro projeto “greenfield” da instituição, construído do zero, fora de Minas, onde brilha em quatro hospitais. Além disso, a Rede Mater Dei possui hospitais em Goiás e no Pará. Também na Bahia, a Mater Dei adquiriu há poucos meses o Hospital Emec, Feira de Santana. 

Curtas & Finas

Inauguração do Hospital Mater Dei Salvador. Dr. Henrique Salvador, Dr. José Salvador Silva, Dra. Norma Moraes Salvador, o governador da Bahia, Rui Costa, o prefeito de Salvador, Bruno Reis e o prefeito de Salvador, à época do início das obras, Antônio Carlos Magalhães Neto. Foto: Azus Filmes

Ainda sobre o Hospital Mater Dei Salvador. “Um projeto que veio para somar. Projetamos levar para Salvador o que há de mais moderno em assistência em saúde no mundo”.

“Tecnologia, pessoas capacitadas para atender as necessidades de todos e um corpo clínico disposto a estabelecer uma relação de confiança com pacientes, famílias e comunidade”.

“Nós queremos fazer a diferença na vida das pessoas”, declarou o presidente da Rede Mater Dei de Saúde, Henrique Salvador.

*A Unimed-BH inaugurou uma biblioteca colaborativa dentro do Mercado Central, estimulando a leitura e incentivando a colaboração de todos.

A biblioteca é aberta ao público e não tem controle de empréstimos ou doações.

Qualquer pessoa pode pegar o título do seu interesse, ler no espaço ou levá-lo para a casa.

Os interessados também podem doar livros, para isso, basta deixá-los nas estantes instaladas no local.

*Para o próximo feriado, o primeiro livro da fila é "Memórias...: fatos e fotos de uma vida”, de Aristóteles Drummond. Na história, "muitos homens presumem honrar a sua insignificância social afetando desprezar os títulos, honras, insígnias e empregos que não podem nem esperar conseguir". (Marquês de Maricá).

*Na Bienal Mineira do Livro, no BH Shopping, do dia 13 ao 22, Valéria Gurgel vai lançar dois livros: “O Vagalume Deprimido” e “Rolando em seu Rolimã”.

*Dias 6 e 7 de maio, final de semana de comemoração do Dia das Mães, o projeto Mistura Minas volta ao Teatro do Centro Cultural Unimed, no Minas Tênis Clube.

 São duas apresentações especiais, em homenagem às mulheres.

Júlia Tizumba recebe Larissa Luz na sexta-feira e Sérgio Pererê recebe Imane Rane no sábado, em apresentações supimpas.