Paulo Navarro | quarta, 25 de agosto de 2021

Na comemoração do Dia Mundial do Coworking, Bruno Cirino, da Tappo Di Vino e o chef Matuzalém Gonzaga. Foto: Edy Fernandes

Cavagnan D’Artavanha

Hoje e amanhã, tem festival de última hora no D’Artagnan, um dos templos gastronômicos de BH que resistiu à pandemia. Só por isso já merece nossa fidelidade e elogios. Ao timão das caçarolas, o Chef Guto Cavanha. Com forte e brasileiríssimo currículo, principalmente em São Paulo e Bahia, o chef criou, durante a pandemia, o Cozinha Cavanha, plataforma de workshops de cozinha para não-cozinheiros. Recomendamos a visita virtual, mas bem melhor as duas ao vivo, claro!

Casa italiana

A gastronomia sempre foi um dos destaques da CasaCor Minas. Quem assume a curadoria e concepção gastronômica desta edição é o incontornável chef italiano Massimo Bataglini, que, com Henrique Benerick, da Benerick’s, está à frente do Outland, bar e restaurante a céu aberto, oceano de coquetéis e, claro, um bom design.

Cores italianas

Assim, na CasaCor, o Outland comandará o restaurante, um café e os bares. O restaurante “Outland Al Mare” terá projeto arquitetônico do escritório Casa Tereze, menu exclusivo e inspiração no mar Adriático. No bar da piscina, mergulhos em Veneza, assim, o Negroni será protagonista. A 26ª CasaCor Minas brilhará de 14 de setembro a 17 de outubro, no Palácio das Mangabeiras.

Novos céus

O Aeroporto Internacional de Belo Horizonte não para de decolar. O terminal de passageiros 1 está em reforma acelerada. Em outubro, será a vez da sala de embarque. Investimentos na casa dos R$100 milhões. O objetivo é mais conforto e comodidade a passageiros, visitantes, comunidade aeroportuária e ampliar as áreas comerciais em mais de 100%. As reformas vão durar dois anos.

Belos céus

“Um passo importante com a reconfiguração do terminal, colocando o aeroporto em novo patamar de excelência. Além de melhorar significativamente a eficiência operacional, as intervenções permitirão que as pessoas tenham a melhor experiência ao circular por aqui, mais conforto e opções de compras”, avalia Gustavo Anfra, gestor de Infraestrutura da BH Airport.

Saúde em milhões

Um dos maiores atores da infraestrutura em Medicina Diagnóstica do Brasil, o Grupo Pardini, comemora seus resultados operacionais e financeiros. Mais de 34 milhões de exames e uma receita bruta de R$561 milhões. Os números são melhores do que o mesmo período de anos anteriores, inclusive em 2019, antes da pandemia.

Saúde em tecnologia

Os bons resultados vão além dos exames COVID-19. "O Grupo Pardini fortalece a Medicina Diagnóstica, fundamental para a cadeia de Saúde do Brasil", afirma o diretor-presidente, Roberto Santoro. Para o executivo, o desafio está no acesso à alta especialização. "Temos um país gigantesco, com muitas oportunidades. Sabemos que o futuro da Saúde está no custo evitável, daí a importância do diagnóstico".

Novos e usados

Da CNN Brasil, resumimos. Primeiro, claro, a pandemia sem fim. Depois, a alta infalível do dólar e outra cliente fiel, a falta de componentes eletrônicos. Resultado: preço dos carros novos nos píncaros. No efeito bola de neve, subiu também o preço dos usados. Pesquisa da consultoria britânica Scrap Car Comparison estudou a relação de impacto da compra de um automóvel com a renda média salarial anual em 40 países.

Usados e abusados

No nefasto primeiro lugar, a Turquia, onde o preço médio do automóvel novo representa 652,29% do rendimento anual médio de um trabalhador. Em segundo, outra “surpresa”, a Argentina, onde o custo médio para a compra de um carro 0 km e sua manutenção chega a 515,77% da renda média salarial. Em seguida, Colômbia, com 508,93% e Uruguai, com 443,68%. Para surpresa de ninguém, o Brasil está entre os piores colocados, na quinta colocação.

Na WO Experience, Junia Calazans, Ariel Rodrigues e Maria Thereza Casale. Foto: Edy Fernandes

Curtas & Finas

*Ainda sobre os carros novos. Comprar e manter um carro 0 km no Brasil representa gastar 441,89% do rendimento médio anual de um trabalhador.

Tem coisa aí! Não é só agora que, no Brasil, um mesmo carro custa o dobro que no México, por exemplo.

Outra coisa. Gente que consegue comprar carro novo, usa e vende mais caro do que comprou. Faltam carros também nas locadoras.

*Semana passada, contamos aqui que a Rede Mater Dei de Saúde e o Clube Atlético Mineiro realizaram a testagem da Covid-19.

Evidentemente, ação para possibilitar público na partida entre o show do Galo contra o River Plate (ARG), na Libertadores.

Logo, só entrou no Mineirão quem testou negativo. Quem testa negativo não contamina o próximo.

Mesmo assim, depois da “saudável aglomeração”, os jogos com público foram novamente proibidos. Vá entender!

*O Sistema Unimed mineiro foi destaque, pela 26ª vez consecutiva, no Prêmio Top of Mind - Marcas de Sucesso de Minas Gerais, na Categoria Excelência.

Além disso, é uma das quatro marcas que venceu em todas as edições anuais, desde o início da premiação.

A Unimed também foi agraciada, pelo 11º ano consecutivo, com o 1º lugar na Categoria Top do Top. É a marca mais citada pelos entrevistados, independente da área de atuação.