Paulo Navarro | quarta, 2 de fevereiro de 2022

Herança maldita

De Regina Maria Machado, coordenadora de Psicologia da UniEnsino, sobre o Janeiro Branco, campanha de conscientização sobre saúde mental. Os cuidados que já vinham ganhando atenção, tornaram-se essenciais na pandemia. O Brasil já era o país mais ansioso do mundo, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde - OMS.

Herança nefasta

Em 2017, 9,3% da população sofria de ansiedade. A Organização Pan-Americana de Saúde apontou que quatro em cada dez brasileiros tiveram problemas de ansiedade na pandemia. O Brasil sempre foi conhecido como um país com altos índices de problemas com a saúde mental. A ansiedade serve como um propulsor para diversas doenças e há anos é uma preocupação.

Herança geral

Com a pandemia, tudo foi potencializado. Estudo do Fórum Econômico Mundial, mostrou que 53% dos brasileiros tiveram uma piora do bem-estar mental no último ano. Agravantes? Perda da liberdade social, desemprego e futuro incerto. Fatores que afetam de crianças a idosos, mas em especial os jovens.

Herança fatal

Ansiedade e depressão estão relacionadas ao suicídio. Para a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), transtornos mentais estão associados a aproximadamente 96,8% dos cerca de 12.000 casos anuais de suicídio no Brasil. 35% das pessoas afirmaram conhecer alguém que tirou a própria vida, independentemente do diagnóstico de uma condição associada à saúde mental.

Herança mental

Daí, a necessidade de conscientizar as pessoas e autoridades do mundo, a respeito de políticas públicas para a promoção da Saúde Mental na vida dos indivíduos e das instituições sociais. Campanhas como a Janeiro Branco geram conscientização, combatem tabus, mudam paradigmas, orientam os indivíduos e inspiram responsáveis.

Herança legal

Um lado positivo da “lama da pandemia”. A forma como se compra e se vende imóveis. Com as distâncias reduzidas a uma tela de computador e uma videoconferência conduzida por um tabelião, compradores e vendedores, cada um em uma região do país, negociam de forma segura, ágil e com a mesma segurança jurídica habituada do documento físico.

Herança bacana

Lançada em junho de 2020, a plataforma e-Notariado permite a prática de atos notariais em meio eletrônico, entre eles as escrituras de compra e venda, doação e permuta de bens imóveis. O todo é responsável pelo crescimento de 33% nos atos negociais envolvendo propriedades em Minas, quando se compara o primeiro ano completo de seu funcionamento.

Paciência preciosa

Vale a pena repetir e insistir. A Fazenda da Paciência, em Santana dos Montes, acena para o público. “Estamos muito felizes em abrir as portas da fazenda. Aqui, cada pessoa poderá respirar um pouco de história e cultura do nosso estado”, explica Vinícios Leôncio, proprietário do empreendimento, comprado em 2001. Desde então ele se dedica à restauração, recuperando o contexto histórico e cultural de 1742.

Cooperação e ação

O Sicoob Sistema Crediminas chegou a um milhão de associados. “O crescimento mostra que as pessoas, físicas, jurídicas ou produtores rurais, estão conhecendo mais o cooperativismo de crédito e suas vantagens, como o atendimento mais humanizado e as taxas mais atrativas”, observa o presidente do Conselho de Administração do Sicoob Sistema Crediminas, Geraldo Souza Ribeiro Filho.

Curtas & Finas

*Ainda sobre o Sicoob Sistema Crediminas. Para o executivo, o crescimento do Sistema Crediminas significa também a expansão dos valores do cooperativismo de crédito. 

Diferente de uma instituição financeira tradicional, na cooperativa o associado é cliente e dono de sua cooperativa; envolve-se e participa das decisões e resultados.

*O Churrascão 2022, da Casa Lagoa, terá como atração a banda Skank com sua turnê de despedida.

O evento será dia 19 de março, com abertura de Wilson Sideral. E mais: Seu Madruga, cover do AC/DC e Jurassic Rock, para os amantes do rock.

 O Casa Lagoa, na Pampulha, tem vista para o espelho d’água, a Igrejinha e o Parque Guanabara.

“Open” bar e “open food”: chope e cervejas artesanais da Albanos, drinques, gin e outras tentações do bem.

*A Era Disco está voltando e o estilo da época era mais do que se vestir bem.

Muito comum nas décadas de 70 e 80, os patins de quatro rodas eram febre, que nunca perderam a magia e chegam com tudo, neste fevereiro e no DiamondMall.

A pista de patinação Roller Boogie conta com clássicos da “disco music”.

Recebendo crianças a partir de cinco anos, a proposta do evento é integrar a família em uma atividade para todos.

Quem faz e acontece passa por aqui

Na inauguração da mais nova unidade do restaurante Coco Bambu, no Minas Shopping, os sócios,  Ciro Carvalho, Raphael Mesquita, Ricardo Caixeta, Domingos Diógenes, Ronan Aguiar e Rafael Ribeiro. Foto: Edy Fernandes 

Na mesma memorável noite, dia 31 de janeiro, completando o talento de sócios do Coco Bambu, Ronald Aguiar, Vinicius Reis, Elias Bacha e Rafael Neves. Foto: Edy Fernandes