Paulo Navarro | quarta, 12 de maio de 2021

Muita saúde no Belvedere, com as atletas Tina Lage e Paula Castelo Branco. Foto: Arquivo Pessoal

Super Minas

Do site Bem Minas. O Festival Artes Vertentes - Festival Internacional de Artes de Tiradentes, mesmo com pandemia, chega à sua 10ª edição. Os organizadores celebram a temporada 2020, transmitida pela internet e acompanhada por pessoas de diversos países. O artista francês, François Andes, que participou do Festival no ano passado, inaugura exposição em Curitiba que inclui “frutos” de sua residência artística na mesma Tiradentes.

Super Gerais

Como no ano passado, a edição 2021 terá como tema a água. Maria Vagrova, diretora executiva do festival, contou que a programação estava prevista para 16 e 26 de setembro. Mas a organização negocia com a prefeitura de Tiradentes a transferência para novembro. “Vendo o ritmo de vacinação, não achamos seguro fazer o festival em setembro”, afirmou, prometendo anunciar a nova data em breve.

Berlim saudável

Não chega a ser novidade, muito menos uma revolução, principalmente por Berlim ser uma das capitais mais verdes, pedestres e ciclistas da Europa. Salvo engano, BH, Rio e São Paulo, há muito, proíbem automóveis em grandes avenidas. Daí Berlim ter custado a descobrir – para começar, um domingo por mês - esta forma de liberar ruas para caminhadas, bicicletas e passeios. Ao mesmo tempo, diminui os malefícios do trânsito, como a poluição e engarrafamentos, com suas tragédias.


Esbanjando beleza e tudo de ótimo, Marinez Las Casa Laborne. Foto: Arquivo Pessoal

Trabalho e liberdade

Quando se fala em presidiários trabalhando, a polêmica já vem pronta e sem nenhum motivo ou sensatez. Trabalho sempre é bom e para todo mundo. Para quem está preso é ainda melhor porque, “cabeça vazia, oficina do diabo”. Todos saem ganhando, da sociedade e Economia, até a outra ponta, o próprio encarcerado que, além de sair do crime, vai ocupar a cabeça, exercitar o corpo, produzir, aprender e, quem sabe, no fim das contas, sair com grandes chances para mudar de vida.

Trabalho e dignidade

Por isso, já passou, mas não “batido”, ainda merece elogios e repetição. Fórum do Amanhã e Instituto Ação Pela Paz lançaram o Projeto Liberdade, restaurante criado dentro da penitenciária APAC de São João del Rei. Nele todos os serviços serão executados pelos recuperandos (termo usado pela instituição). A APAC é um modelo de penitenciária humanizada que incentiva o estudo, o trabalho e, na grande maioria dos casos, recuperam-se para o convívio social.

Almoço, brindado pela ótima conversa da anfitriã Maria Elvira Salles Ferreira e seus comensais, Wirley Reis (Têko), Beth Pimenta e Lu Pereira. Foto: Arquivo Pessoal

Curtas & Finas

*Ainda sobre o Projeto Liberdade. A ação de lançamento foi a produção de 100 refeições gourmet, preparadas por quatro grandes chefs, com os recuperandos.

Refeições distribuídas às mães dos presos, no recente Dia das
Mães.

A ação contou com os chefs Rafael Pires, Fred Trindade, Caetano Sobrinho e Flávio Trombino.

O apoio foi das empresas Uariango e Fartura. O Projeto Liberdade é uma iniciativa inovadora e exemplar.

Mirando a profissionalização, para a população carcerária voltar à sociedade.

*A Associação dos Ginecologistas e Obstetras de Minas Gerais (SOGIMIG) recebeu, dia 4, as chaves de sua nova sede na Associação Médica de Minas Gerais (AMMG).

Esse espaço, agora da SOGIMIG, foi adquirido com recursos próprios e é uma conquista da entidade.

Na cerimônia estiveram presentes os membros da diretoria da SOGIMIG e da AMMG, além de poucos convidados.

Por causa da pandemia da Covid-19, o número de participantes foi bastante reduzido.

Para o presidente da SOGIMIG, o ginecologista Delzio Bicalho, “a nova sede celebra o fim de uma temporada de desafios e sucessos”.

*A múltipla e incansável Maria Elvira Salles Ferreira ofereceu almoço, com certeiro e ótimo papo sobre política e cultura.

Na lista de privilegiados, o prefeito de Itapecerica e presidente da Associação das Cidades Históricas, Wirley Reis (Têko), a empresária Beth Pimenta e o jornalista Lu Pereira, da Associação Mineira de Municípios.