O sonho acabou


Legenda: Na comemoração dos 81 anos do Minas Tênis Clube, Sergio Bruno e sua Maria Victória com o casal Denise e Ricardo Santiago - Foto:Edy Fernandes

O sonho acabou
Ou foi o pesadelo que terminou? Já vai tarde, "bye-bye" Fidel ou "hasta la vista, hasta siempre", Comandante? Um fato é inegável. Fidel Castro fundou, projetou ao mundo e afundou a Cuba não como ela é, mas como está. Qual o futuro de Cuba que já começou? De novo um balneário norte-americano, agora com a concorrência de franceses e espanhóis que, há anos, já têm resorts na paradisíaca Varadero?

O sonho nasce
A morte de Fidel é mais que o fim de uma vida, é o fim de uma era. Era que gerou vários preconceitos, antipatia e até nojo. E admiração, amor incondicional. Tanto que, um dia depois, brasileiros já pensavam em negócios imobiliários em Havana como pensaram em Miami e Lisboa.

O sonho e o feijão
No Facebook, termômetro de tudo, já tem gente fazendo propaganda de apartamentos à venda por R$ 50 mil! Sim, cubanos e neófitos têm esperança de que, com a morte de Fidel, o irmão Raúl Castro facilite negócios imobiliários. Mas, a venda para estrangeiros é muito difícil.

O sonho real
Em Cuba reina ainda a burocracia comunista. Contudo, o mais importante é saber que estes mesmos imóveis, depois de quase 60 anos, estão caindo aos pedaços. Cuba, com embargo e sem parque industrial, tem nada para "reconstruir" a linda cidade. Eles não têm cimento, tinta, ferro, etc.... Mas ainda assim é vantagem. Desde que o embargo acabe de fato. E com o Congresso Republicano de Trump, vá saber! Pensemos em Havana como uma Berlim Oriental no Caribe que, em poucos anos, pode virar o jogo.



Legenda: No mesmo evento que aconteceu no Teatro Bradesco, Paulo Emilio e Carolina Carreiro comPatricia e Gustavo Lage - Foto: Edy Fernandes

Curtas & Finas

* Algumas divagações sobre a nova Cuba: "Vamos fazer vaquinha e reconstruir tudo?".

"Uma casa, claro que vai precisar de reformas, mas o custo de vida em Cuba é baixíssimo, dá pra gente viver nababescamente, com mar, sol, água potável, boa comida e boa musica, além de gerar empregos para os cubanos. Inclusive para os médicos cubanos que estavam no Brasil, rsrsrsrsrs".

"Só vai dar aposentado brasileiro dançando rumba, entorpecido de rum e charutos.... Que delicia!".

"Se Raul Castro abrisse para venda, uma casa lá custa menos que um carro aqui e a qualidade de vida é outra".

"É verdade! O custo de vida no Brasil está absurdo: NET , luz, telefones e nada funciona corretamente. Água é uma lástima!".

*Na pauta de hoje, a confraternização de final de ano do Sicepot/MG. O presidente Emir Cadar Filho recebe convidados para coquetel na sede da entidade.

*Também na noite de hoje, no Restaurante Trindade, a Expedição Fartura Gastronomia lança o quarto volume de sua coleção. Nesta edição, os estados visitados foram Goiás, Tocantins, Pará, Maranhão, Sergipe e Piauí.