O Brandão retumbante

Credito: Roberta Aroeira

O Brandão retumbante

Reza a lenda ou a maldição que, se um evento, um produto, um serviço funcionar em Belo Horizonte e Curitiba funciona em todo o Brasil. Quem prova isso é Eduardo Brandão, sócio na Box Entretenimento que, este ano, promete fazer do carnaval não uma chuva de confete, mas de sucesso. Sucessos em todo tipo de ritmo, alegrando e animando gregos, troianos e até o exigente e misterioso mineiro.

1) Eduardo, tua Box Entretenimento é uma caixa de surpresas?
Sem surpresas! Entretenimento de qualidade e de forma profissional.

2) O que é carnaval pra você? Business ou diversão? Você é folião?
Carnaval é o momento de liberdade. Pra mim é business e diversão, afinal eu amo o que faço. Sou folião e pretendo curtir, mesmo que pouco, cada evento que fizermos.

3) Como BH e São Paulo deixaram de ser os "túmulos do samba e do carnaval", em tão pouco tempo?
Os movimentos culturais são cíclicos. Em BH foram os blocos de rua. As pessoas que saíam da cidade descobriram que na porta de casa estava ficando melhor e mais em conta. Hoje, temos opções de todos os preços e para todos os gostos nessas duas cidades durante o carnaval.

4) Você já trouxe mais de cem shows a BH em apenas três anos. Assim como o carnaval, tudo é sucesso aqui?
Muito pelo contrário, quem não entende o mercado de BH e suas peculiaridades acaba errando. Demos um passo de cada vez, fomos crescendo as investidas no Carnaval e, com isso, conseguimos fazer algo com mais propriedade.

5) Que carnaval ou que carnavais teremos no Mirante Beagá?
Nosso Carnaval começou ontem, com o Baile do Dennis, ao som do funk carioca e da música eletrônica. Hoje, o Carnaval do Brasil S/A, com Bloco Camarim, Tuca Fernandes e os blocos Baile do Abrava e Sargento Pimenta. Amanhã é a vez da festa Sunflower, inspirada no Verão do Amor, o embrião do movimento hippie; com o holandês Afrojack - entre o dez melhores do mundo - o duo sueco Galantis e o DJ Vintage Culture. Na segunda-feira, Na Farra com Safadão, do Wesley Safadão; o DJ João Brasil, Michael Douglas, a dupla Rick e Ricardo e Bernardo Souza. Para fechar a folia, o Carnaval do Brasil S/A e o Bloco Camarim trazem Banda Eva, Bloco da Preta e o Bloco Chama o Síndico para a grande saideira na terça-feira.

6) Funk, eletrônica, sertanejo, axé e samba? Carnaval no Século 21 é isso? Sem marchinhas?
Temos marchinhas também com o Bloco do Sargento Pimenta e o Bloco Chama o Síndico. Nós estamos oferecendo isso e o que a rua tem pouco a oferecer: grandes atrações, conforto e comodidade.

7) Quem curte bloco na rua curte também shows e festas privadas?
 Com certeza, eu sou um desses!

8) Então, vai ter pra todo mundo?
Vai ter para todo mundo sim, mas os eventos do Mirante Beagá estão praticamente esgotados.

9) E a segurança, banheiros, etc...?
Mais o conforto e a comodidade que a gente tanto preza. Para que os foliões possam se jogar sem preocupação, mas com responsabilidade!