Horrendo Horizonte

De férias em Las Vegas, a atriz mineira Gabriela Dias assistiu ao show do rapper Pitbull

Foto: Divulgação Gabriela Dias


Horrendo Horizonte
Começamos 2017 com a triste notícia de empresários que, mesmo acreditando no potencial premium da gastronomia, encerraram suas atividades pela inviabilidade. Impostos indecentes, aluguéis pornográficos, leis trabalhistas vagabundas e do Além. Muitos nem chegaram a falir. Recuaram o exército antes de engatar e aumentar o prejuízo, as dívidas. Um primeiro exemplo desta tragédia sem Grécia?


Indecente horizonte
O restaurante Villa Roberti, no Belvedere. A morte, a crise anunciada começou na campanha presidencial de 2014, com pedaladas e ficção científica.  Em 2015 foi aberta a tumba. No final de 2016 contabilizamos espaços que fecharam suas portas por conta da crise. A lista é medonha.


Pobre horizonte
Entre outras, Bendita Gula, Domi, Mabel Magalhães, Monograma, H.Stern; Leitura Savassi, Laporte. Ruim para consumidores e empresários que acreditaram no Brasil e proprietários de lojas que "apreciam", a cada dia, inquilinos substituídos por placas de "Aluga-se", "Vende-se".


Fim de horizonte
Depois de 27 anos, o Alambique, cachaçaria e casa de shows, fechou suas portas e porteiras. Antes do Alambique, a Villa Vittini. 19 luxuosos e elegantes anos de uma linda história, com muito trabalho e amor. Pérolas aos porcos e aos poucos.Villa Vittini era uma referência de bom gosto. Além da tristeza, reflexo da economia, o signo da inveja feia. A raiva e a torcida contra as "elites". Elite que, em sua grande maioria, produz e constrói este país. Sucesso no Brasil é ofensa pessoal, agride.


O artista plástico brasileiro Carlos Cesar Alves

Foto: Isabelle Fontes 


Curtas & Finas

* E continuando o muro das lamentações inúteis: Pobres ricos que ousam investir em arte, moda, esportes, gastronomia, tecnologia; que se interessam pelo outro, que tentam fazer da cidade e do país um lugar desafiante, empolgante.


Luxo no lixo. Logo ele, porque luxo é ter recursos para melhorar o mundo. E recurso não é só "money": é atitude e informação. Simples assim.


* E fala a empresária Mônica "Contempo" Fleury: "Muito triste com cada empresário que desiste desse país e encerra as atividades! Mais desemprego, resultado desse desastroso desgoverno. Villa Vittini, Mary Design e tantos outros! Empreendedores há mais de 20, 30 anos ! Não podemos desistir!". 


* Dia 23, lagoa Rodrigo de Freitas, Rio, inauguração da filial do Blue Note, o lendário clube de jazz de Nova York. Entre as atrações internacionais anunciadas pelo proprietário Luiz Calainho, Tony Bennet.


* José Fernando Coura reconduzido à presidência do Sindiextra, sindicato das mineradoras de Minas.