Escolas de elite

Na Amagis, a juízaKarina Veloso Gangana Tanure que, em parceria com a advogada Lívia Teixeira de Paula, lança o livro sobre Juizados Especiais de Fazenda Pública
Foto: Edy Fernandes

Escolas de elite

Por que as escolas estrangeiras em Belo Horizonte e Brasil afora são cada vez mais elitizadas? Hoje e amanhã, a coluna abordará esta questão. Criadas inicialmente com o objetivo de abrigar filhos de executivos do exterior que trabalham em outro solo, elas passaram a ser as preferidas de gente abonada em busca de qualidade de ensino, com alfabetização em duas línguas ou mais, segurança, network e até status.

A pioneira EABH 

Vejamos a Escola Americana em Beagá, que não tem objetivo comercial, uma vez que é gerida por associação de pais de alunos que passaram ou estão matriculados nas mesmas. Segundo apuramos, trata-se de uma escola que dá ótimas oportunidades de convívio com alunos de diversas nacionalidades, além de ser um  trampolim para os que objetivam dar sequência aos estudos no exterior. Tem salas com 20 alunos, professores competentes, incentiva o esporte, literatura e a musica.

Pioneira mas controversa

Para mãe de um aluno que ouvimos, há controvérsias: o currículo dá ênfase demasiada ao aprendizado da cultura e da língua americana com pouco destaque para o português, geografia e história depois da primeira série fundamental. E alfineta: “Vide a Xuxa que justificou o fato de sua filha escrever errado por ter estudado em escola americana.”

Pioneira AND controversa

A mesma fonte ressalta que essa defasagem reflete na hora de prestar vestibular no Brasil: "Muitos adolescentes precisam de um tempo de cursinho para  se adequar. Isso, sem demérito nenhum para a escola, que tem outro foco”.

Pioneira e salgada 

O preço da matrícula gira em torno de 11 mil reais e é justificada pela reversão do mesmo à própria escola e suas necessidades. Quanto ao valor da mensalidade, variável entre R$3.800 a R$4.500, é explicado como necessário para o pagamento, em dólar,de honorários de professores estrangeiros e também do material didático. Vale registrar que, em caso de transferência para outro estado, o valor da matricula ganha gorduras. Em São Paulo a mudança fica em R$ 45 mil.

 

Curtas & Finas

*Na próxima quinta-feira, o Pátio Savassi realiza coquetel de abertura da mostra Elephant Parade BH.
A exposição internacional conta 40 esculturas em tamanho real de elefantes bebês e acontece até o dia 15 de maio.

*Ainda em comemoração ao dia das mulheres, a Wylinka e a She's Tech, promovem o painel “O papel da mulher no ecossistema de inovação e empreendedorismo”, na sede do Semear Innovation.
O evento terá a presença de Ciranda de Morais e Ana Carolina Calçado.

*Aconteceu no último sábado a Welcome Class promovida pela Escola de Moda Denise Aguiar
O encontro aconteceu no charmoso Museu da Moda, em Belo Horizonte e teve bate papo comandado pela influencer Juliana Alvarenga do canal Mulheril.

*Amanhã, em São Paulo, o diretor-presidente e fundador do Biocor Instituto, Mario Vrandecic, receberá o prêmio “100 Mais Influentes da Saúde” de 2018, na categoria Projetos de Humanização.