Desenho mágico

Foto: Divulgação/Sollos

Desenho mágico

Jader Almeida é catarinense e dos designers mais respeitados do mundo. Dia 3, esteve na São Romão Móveis, lançando a poltrona Celine. É diretor criativo da Sollos que promove,  em Milão, a exposição “Good News From Brazil”, atraindo enorme repercussão para suas criações. Resumindo, são bem objetivas as funções subjetivas de suas criações: conforto visual, beleza despretensiosa, silêncio.

1) Jader, qual o santo protetor dos designers, São Romão? Pelo menos em Belo Horizonte?

Acredito que um trabalho consistente seja o próprio Santo viu? (risos). Mas tenho excelentes parcerias e a São Romão Móveis é uma delas, em Belo Horizonte.  

2) Por que o Design no Brasil é tão bom? O governo não consegue estragar?

Quanto ao Design acredito na energia criativa e na pluralidade do brasileiro, que nos torna capazes de absorver e interpretar o mundo à nossa volta. Isso contribui para estimular toda a criatividade, abundante por aqui. Quanto ao governo, teríamos que abrir uma outra conversa para não corrermos o risco de ser levianos.

3) Você é muito premiado. Vem aí mais um prêmio com a poltrona Celine? Por que Celine?

Não lançamos produtos para "prêmios". Eles vêm como consequência. Mas, a poltrona Celine é um trabalho muito particular, a percepção do modo de viver contemporâneo. A poltrona Celine está dentro da categoria de complexidade técnica. No entanto, o resultado visual é muito leve e agradável. A peça leva muitos dos atributos do bom Design. Acredito que ela seja bem sucedida em algum concurso sim. O nome Celine surgiu pelo feminino que as formas dessa poltrona trazem.

4) Que países importam a grife Jáder Almeida? Como é a recepção do público estrangeiro ao seu trabalho? 

São mais de 30 países: Inglaterra, Alemanha, Suíça, Portugal, Austrália, Américas, Nova Zelândia etc. O feedback é muito positivo em todos os locais. As pessoas, de maneira geral, identificam as qualidades do bom design e essa é uma característica universal. A resposta dos consumidores, profissionais e parceiros é quase uníssona, pois relatam que a individualidade dos produtos criados, somando-se à alta qualidade dos materiais empregados e a força do design são determinantes na escolha.  A resposta do público internacional sempre representa um olhar estrangeiro para a nossa produção, um misto de surpresa e fascinação.

5) Boas notícias da Sollos?

Não há mágica. A SOLLOS está sempre investindo em inovação e pesquisa. E é isso que gera uma boa resposta na capacidade de produção e no desenvolvimento de produtos bem resolvidos.

6) E quais as  boas novas das “Good News From Brazil”, em Milão?

Ah! Há quatro anos já, certamente são os produtos.  

7) Fale-nos sob as funções subjetivas de seus produtos, um exemplo...

O conforto visual, a beleza despretensiosa, o silêncio. Estes são algumas dessas funções...

8) No Brasil, Design já é obra de arte como deveria?

Essa é uma pergunta antagônica...