Carnavais quadrados

Embelezando nosso carnaval: Karla Viana, Lilian Maselli, Raquel e Mônica Lopes
Foto: Edy Fernandes

Carnavais quadrados
Houve um tempo em que Brasil era sinônimo de impunidade. Como as instituições não mereciam confiança, o povo tomava as medidas necessárias. Foi "anteontem", em 2011, lembram? Antonio Palocci, ex todo poderoso e sempre amigo do alheio, do que é público; foi, com familiares e amigos, jantar no famoso e ótimo Empório Ravioli, na Vila Olímpia, São Paulo. Não conseguiu. De mesa em mesa, os comentários discretos viraram sonoro "Fora Ladrão!". Palocci e turma tiveram que partir. Hoje, ele está preso.

Anos quadrados
Depois deste episódio, aconteceram vários outros semelhantes, em outros espaços públicos. Eike Batista é um dos mais recentes, enquanto dava entrevista, no aeroporto de Nova York. E, sinal de evolução, os figurões continuam vaiados, mas, agora, quando entram nos presídios.

Vírgula gigante
Se o Brasil perdesse dois milhões de turistas estrangeiros, em um ano, seria muito, seria grave e absurdo, num país que, todo ano, com todo seu potencial, recebe apenas cinco milhões de visitantes. Dois milhões de turistas foi o que a França (Paris) perdeu, ano passado, por causa do medo de atentados terroristas. Pouco, pois, em 2016, pasmem, a França acolheu e deslumbrou 83 milhões de turistas.

Vírgula sem ponto
Só a Torre Eiffel, atrai, por ano, sete milhões de admiradores de todo o mundo! Daí o estudo para construir caríssimo "muro de cristal", em torno dela, com dois metros de altura. A França trabalha, apesar das bombas, para atingir o número de 100 milhões de turistas/ano, em 2020.

Curtas & Finas

*O guia Michelin 2017 foi lançado dia 9, com 70 novos restaurantes estrelados, na França. Foi criado em 1900, pelos irmãos André e Édouard Michelin.

É verdadeira bíblia (cruel) da gastronomia. Já teve chef que se suicidou ao perder estrelas.

Como temos leitores muito ricos, em tempos de crise ou não, a seguir dicas de 14 restaurantes  novos e tradicionais estrelados em Paris, para quem pode.

Escolhemos 14 por causa do 14 de Julho, OK? Vamos lá: Les Jardins de l’Espadon. Restaurant du Palais Royal. La Table du Lancaster. Sushi B. Restaurant H. Divellec. Le George. L’Orangerie. Akrame. L’Archeste. La Scène Thélème. Alliance. Agapé. Aida.

*O que é mais chato no invasivo Whatsapp dos desocupados? Figurinhas de bom dia, boa tarde, boa noite; vídeos sem aviso do que se trata (pesados e repetidos) ou áudios longos que parecem mais um testamento?

E aquelas mensagens que pedem para você compartilhar para mais 10 amigos? E auto-ajuda? E piada velha? E os violentos? Todas as opções acima?