Candidatos atores

Curtindo férias em família no Havaí, Ayeska e Stéphanie Costa Val Dabien, com os pais Liliane e Rafic Dabien
Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação

Na comemoração dos 82 anos do Minas Tênis Clube, no Teatro Bradesco, Kouros Monadjemi, o presidente Ricardo Santiago, Carlos Veloso, Bruno Zech Coelho e o deputado federal Fábio Ramalho
Foto: Edy Fernandes

Candidatos atores
Trump é fruto, consequência da televisão. Com esta brincadeira do Luciano Huck, veio à memória que, em 1989, o apresentador Silvio Santos se candidatou à Presidência do Brasil. E chegou a ficar em primeiro lugar, com 34% das intenções de voto nas pesquisas, até então lideradas com folga por Fernando Collor de Mello, de sinistra memória. Como na renúncia de Jânio Quadros, aí, deu no que deu.

Candidatos mágicos
Quanto vale o show? Quem quiser saber, a editora Seoman relança a biografia de Silvio Santos. Na leitura, quase dá pra ouvir Sílvio gritar como um Chacrinha: “Quem quer dinheiro?”;“É com você, Lombardi!”. No mínimo ele é um grande comunicador e personalidade das mais populares.

Candidatos fantásticos
Está tudo no livro, "A Fantástica História de Silvio Santos", do jornalista e ex-assessor de Sílvio, Arlindo Silva, falecido em 2011, aos 87 anos. Tudo; do camelô ao locutor de rádio, animador de auditório, dono do "baú feliz" e de um dos mais poderosos grupos empresariais do Brasil.

Candidatos eternos
A de Arlindo Silva é considerada a biografia oficial do apresentador, um texto saboroso, entremeado pela narrativa do próprio Silvio, tendo como pano de fundo sete décadas de história política, econômica e cultural do Brasil. Passando por 40 anos de história, o livro recorda programas que marcaram época no SBT; "Aqui Agora", "O Povo na TV", "Bozo" e "Chaves". Quase aos 90 anos, Silvio Santos continua na ativa. “Ma... Ma... Ma... Muito bom!”O livro, de 2000, vendeu mais de 120 mil exemplares.

Curtas & Finas
* Ainda sobre o "Homem do Baú", a nova edição do livro traz um posfácio atualizado pelos editores, cobrindo os acontecimentos dos últimos 15 anos da vida de Silvio Santos.
O livro quase virou filme. Daria uma boa novela mexicana, na Globo, só pra chatear.

* Presépio Colaborativo da Casa Fiat de Cultura. Curadoria de Leo Piló. Até 7 de janeiro.
Este ano o presépio tem como tema os ameríndios (índios brasileiros, Incas, Mais e Astecas), numa típica mata do cerrado.
Por que Presépio Colaborativo? Porque foi produzido por mais de 300 mãos voluntárias que passaram pelo atelier aberto da Casa Fiat, em novembro.

* Se você tem medo de engordar com as comidinhas de Natal e Réveillon, beba cerveja ou vinho antes. O álcool tira o medo.

*Minasmaquinas Automóveis agora é Bamaq Automóveis. E o lançamento oficial acontece amanhã, com delicioso café da manhã, no showroom da marca na Avenida Raja Gabaglia.