Paulo Navarro | terça-feira, 9 de abril de 2019

Ecos do lançamento da coleção de outono/inverno da Schutz, no BH Shopping: o promoter Phillip Martins, emoldurado por Marise e Carol Rache

Foto: Edy Fernandes

Alexandre Passador, Maitê Cipriano e João Carlos Rezende, da Ricardo Almeida, durante o evento Bem Casados, na Sua Sala, no Ponteio Lar Shopping

Foto: Edy Fernandes

Ignorando a História

O domingo, dia 7, foi muito estranho ou muito previsível? Manifestações contra o STF e em apoio à Operação Lava Jato, em todo o Brasil. Uma grande notícia, um acontecimento que merecia registro. Mas, nas TVs, aberta ou por assinatura, nada! No lugar dos protestos brasileiros, nas telas, a manifestação gigante contra Maduro, na Venezuela. Impressionante (não) vermos uma só imagem do grito brasileiro.

Apagando a História 

No lugar das manifestações Brasil afora, overdose do festival de música Lollapalooza e da exposição de Tarsila do Amaral, em São Paulo; os 25 anos do massacre em Ruanda e muito futebol. Lembrou Stalin, na União Soviética, apagando, tirando de fotos históricas, seus desafetos.

Registrando a História 

Quem não quer ter cão, caça com gato. Pelo menos esta notícia valeu o registro. O Parlamento Europeu valida, definitivamente, a proibição de certos plásticos de uso único como pratos, talheres e canudinhos. A proibição começa em 2021. Estamos falando de 25 milhões de toneladas.

Fazendo História 

Dessas toneladas de lixo plástico, produzidas anualmente na Europa, apenas um quarto é reciclado. A interdição valerá inclusive para alguns plásticos biodegradáveis – das sacolas – que se decompõem com o tempo, em micropartículas e, assim, penetram ainda mais facilmente na cadeia alimentar. Na esteira, um detalhe: o “poluidor pagador”, introduzindo a responsabilidade do produtor que deverá arcar com os custos da coleta de guimbas de cigarro e redes abandonadas no mar. Isso sim deveríamos importar.

Curtas & Finas

* Ainda sobre a lei do plástico, na Europa: mais de 80% do lixo no mar são oriundos do plástico.

Os resíduos plásticos são encontrados em vários espécimes marinhos como tartarugas, focas, baleias e pássaros.

Mas também nos peixes e moluscos, logo, indiretamente, acabam presentes na cadeia alimentar humana.

* Um dos quarteirões da Praça Sete, no centro, terá, a partir de junho de 2019, um novo centro de compras popular: o Shopping Carijós, no quarteirão fechado da rua Carijós com rua São Paulo.

Investimento de R$ 2,5 milhões e previsão de 1.200 empregos, em 300 lojas em uma área de dois mil metros quadrados.

* Um mundo melhor para pessoas com deficiência auditiva, reintegrando-as ao convívio social. É a Telex Soluções Auditivas, que inaugura, amanhã, novo conceito de loja na Contorno, Funcionários.

É a primeira no Brasil seguindo o padrão internacional da rede Audika, tecnologia de ponta e uma linha completa de aparelhos Premium – alguns invisíveis no ouvido.