Paulo Navarro | terça-feira, 11 de junho de 2019

No Mercado Grano, durante a Festa Black and White, em prol da AMR, Adriana Belisário e Rosângela Bretas, presidente do Corpo de Voluntários e diretora da entidade, respectivamente, emoldurando uma das anfitriãs da noite, Adriana Vasconcelos, da A. de Arte

Foto: Barbara Dutra

Chá do bem 

Dia 5, o Chá Solidário, em prol da Associação Mineira de Reabilitação (AMR), recebeu 600 pessoas no Buffet Catharina. O evento é realizado há 14 anos, com o intuito de arrecadar fundos para ajudar a AMR a seguir com o trabalho gratuito de reabilitação e inclusão social de 500 crianças carentes com deficiência física. A coluna foi testemunha dessa ação cheia de beleza, elegância e solidariedade.

Festa do bem 

E por falar em AMR, outro evento em prol da associação foi a festa Black and White, no Mercado Grano, Jardim Canadá, encerrando o BH Design Festival. Promoção das marcas A. de Arte (leia-se, Adriana Vasconcellos) e Donatelli Tecidos (Eveline Porto). Teve assunto sério.

Festa estranha

Assunto sobre a Vale Mineradora. Moradores de condomínios de luxo estariam recebendo “indenização” pelo acidente de Brumadinho. Em Casabranca, alguns moradores dos condomínios Manacás, Retiro das Pedras e Retiro do Chalé recebem R$ 1 mil, para adultos, e R$ 500, para menores.

Festas opostas 

Polêmica também sobre a ajuda aos moradores mais necessitados que, depois do benefício, pararam de trabalhar. Na região, “sumiram” jardineiros, faxineiras, cozinheiras etc. Bem tipo Bolsa Família! Tá faltando atitude! Em Macacos, a história é diferente; morador ganha um bônus de R$ 40 para gastar no local, o que ajuda a economia local esfacelada.

Paisagem derretida 

Ah, “A força da grana que ergue e destrói coisas belas!”. No mínimo absurdo, triste o que acontece no Vale do Sereno, onde não vai sobrar um pingo de verde para contar a história. Sabe-se que, de toda a mata, apenas dois lotes se salvarão. Com projetos aprovados na gestão passada da prefeitura, a paisagem será substituída, a curto prazo, por verdadeira selva de pedra. Detalhe: até então, nenhuma previsão de planejamento para mobilidade urbana, tratamento de esgoto etc. Salve-se quem puder.

Curtas & Finas

* Desde que assumiu a presidência da Fundação Clóvis Salgado, em abril, Eliane Parreiras garante programação cultural de qualidade e diversificada.

Para confirmar, hoje e amanhã, às 21h, no Palácios das Artes, uma das mais tradicionais escolas de dança do mundo: o Ballet Estatal de São Petersburgo.

O palco vai se transformar em verdadeira pista de gelo, mesclando balé e patinação profissional. Isto, depois do tradicional Balé Nacional da China.

No mais, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, dias 25, às 12h, e 26, às 20h30; acompanhada do Coral Lírico de Minas Gerais, para as séries Sinfônica e Lírico ao Meio-Dia e Sinfônica e Lírico em Concerto.

* “Corcovado”, entre outras pérolas eternas de Tom Jobim, já dá um gostinho da série de concertos de Fernanda Takai e Orquestra Ouro Preto, que terá início no próximo dia 28, em Nova Lima.

Os shows gratuitos são presentes da produtora de ouro AngloGold Ashanti, pelos seus 185 anos no Brasil.