Paulo Navarro | quarta-feira, 11 de julho de 2018

No Cine Drive In, realizado pelo BH Shopping para comemorar o Dia dos Namorados, o casal Rodrigo e Luciana Castro

Foto: Carol Reis

 

Galvão Bueno: da Rússia para BH

Mesmo sem a taça do hexa, Galvão Bueno vem a Belo Horizonte especialmente para o Jantar da Bueno & Boníssima, que ocorre no dia 2 de agosto, às 20h, na Boníssima Vila da Serra. Sob o comando do chef Henrique Gilberto, leia-se Rullus Buffet, o público poderá degustar todos os rótulos da Bueno Wines, marca de vinhos do jornalista, especialmente harmonizado com os pratos preparados para a ocasião.

 

Inovação MRV

A MRV Engenharia foi eleita, em São Paulo, a construtora mais inovadora do Brasil. A premiação foi realizada pelo jornal “Valor Econômico”, em parceria com a consultoria Strategy& e com o apoio da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei).

SuperMRV

A avaliação foi feita entre 216 empresas de 21 diferentes setores da economia. A MRV, que atua em mais de 150 cidades de 22 estados brasileiros, foi o destaque na categoria Engenharia e Infraestrutura.

 

Julvan Lacerda, presidente da AMM, e sua esposa Sheila, no 35º Congresso Mineiro de Municípios

Foto: Mayra Castro/Comunicação/AMM

 

Salve a AMM

O prefeito de Moema e presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), Julvan Lacerda, comemora os números do 35º Congresso Mineiro de Municípios, realizado pela primeira vez no Estádio Mineirão, nos dias 19 e 20 de junho. Passaram pelo evento 8.200 pessoas, entre elas 560 prefeitos, 177 vice-prefeitos e 1.416 vereadores. Foram 123 ações institucionais de interesse municipalista, como palestras, painéis, fóruns e seminários. Já a Feira para o Desenvolvimento dos Municípios contou com 176 estandes expositores.

 

Curtas & finas

* Ainda no Congresso da AMM, os painéis com os pré-candidatos ao Governo de Minas e à Presidência da República contaram com a presença dos principais nomes que podem estar na disputa eleitoral de outubro.

O governador Fernando Pimentel e equipe não deram as caras por lá.

* De um desembargador amigo da coluna: “Você lembra quando eu dizia que o PT tinha acabado com o Magistério e que a meta seguinte seria o Judiciário? Eram as esperanças do povo e o PT queria transferir essas esperanças para ele. A ideologia até que era bonita, mas era uma ilusão. Eles queriam era o poder e não só o poder, como o Mensalão e a Lava Jato mostraram.”

* Por decisão do Ministério Público e da 12ª Vara Federal, a Fundação Getúlio Vargas foi contratada para avaliação dos danos causados pelo rompimento da barragem do Fundão, em Mariana.

O diretor da FGV, Oscar Vilhena, fará a coordenação técnica com o suporte jurídico de Décio Freire, consultor especial da Presidência.

É um trabalho gigantesco, que poderá resolver o imbróglio em torno do acidente, sem solução há mais de dois anos. 

Apoiaram firmemente a nova rota o procurador federal José Adércio Leite Sampaio e o chefe do MPMG, Sérgio Tonet.