Em bom tempo

Na entrega da Medalha 16 de julho feita pela CDL/BH, o presidente da entidade, Bruno Falci ao lado da esposa Fátima e do filho Lucas

Foto: Edy Fernandes


Em bom tempo
Dia 11, no Espaço Institucional da Associação Comercial de Minas Gerais (ACMinas) aplaudimos a apresentação do belo projeto da Faculdade de Medicina da Santa Casa BH (SCBH). 200 convidados, entre autoridades médicas, empresários, políticos, diretores, chefias clínicas, conselheiros e gestores da Santa Casa BH. Falou muito, em bom discurso, o provedor da Santa Casa BH, Saulo Levindo Coelho.


Em bom espaço
O provedor explicou que, Eduardo Azeredo, quando governador, doou o antigo “Cardiominas”, onde hoje funciona o Centro de Especialidades Médicas (CEM). Como o centro ainda possui um espaço de nove mil metros vazios, será lá o local reservado para a Faculdade de Medicina da SCBH.


O besouro do diabo
Desde o fim de 2016, a prefeitura já arrancou 300 árvores na cidade. Engenheiros ambientais e florestais alegam que elas estavam infestadas de larvas de besouro metálico. O inseto amazônico invadiu as árvores de várias cidades. Outras 1800 árvores estão sendo monitoradas.


O besouro heavy metal
Entre as 1800 árvores, as que estiverem ocas, corroídas, por causa do besouro, serão cortadas. A PBH promete que todas arrancadas serão substituídas. Mas, por outras espécies, para não atrair o nefasto besouro metálico. Mas isso, só depois de seis meses, para se ter certeza de que as larvas foram eliminadas de vez do local. Quem encontrar um besouro, debaixo das paineiras, local que adoram, não desvie. Pise nele. O pedido é da Defesa Civil que quer ajuda da população para acabar com o inseto.


No mesmo evento que homenageou os comerciantes de Belo Horizonte, Jair Aguiar Neto e Alessandra Aguiar, do Hotel Actual, José Ângelo de Melo, do Boticário e Marco Aurélio Figueiró

Foto: Edy Fernandes


Curtas & Finas

* Por falar em BH, onde foi parar sua fama de Cidade Jardim?


Sumiu com as árvores. Para a OMS uma cidade ideal tem 36 m2 de área verde por habitante. BH tem 18 m2. O mínimo aceitável? 12m2/hab.


* A propósito  da ex Cidade Jardim: não só os canteiros centrais  da Contorno estão secos/mortos.


Na Afonso Pena, a partir da Praça 21 de abril, sentido Mangabeiras, todos mortos e enterrados. Tristes horizontes.


E há pouco, ironizávamos o fato de BH ter obras em canteiros no lugar de canteiro de obras, agora, nem isso.


* "Quem paga conta, não tem tempo para desilusões filosóficas". Daniela Almeida, São Paulo.


*"De luxúria fez tantas demasias que, em lei, dispoôs ser lícito e agradável para desculpa às torpes fantasias".


In A Divina Comédia, de Dante Alighieri - Inferno - Canto V nas linhas 55 a 57.


*Dica de página linda no Facebook: Le monde du luxe e du glamour.


* “Somos o resultado dos livros que lemos, das viagens que fazemos e das pessoas que amamos.” ( Airton Ortiz)