Corra 2017, corra!

Legenda:No réveillon antecipado da Insanidade que aconteceu no Observatório, Helena e Dudu Fonseca com Marcelo Antunes
Foto:Edy Fernandes

Corra 2017, corra 
No final do ano, amiga Ângela Kaminski, sempre usa uma frase perfeita. Frase de Paris, em maio de 1968, a "segunda Revolução Francesa", quando os rebeldes sem causa quiseram mudar o mundo.  "Sejamos otimistas. deixemos o pessimismo para dias melhores”. Este ano foi para profissionais.  Muita lama no mundo e em especial no Brasil! As noticias ruins foram e são muitas. E virão ainda muitas outras.

Corra Brasil 
Noticias, boas ou ruins, precisam ser confirmadas! Enquanto isso, não podemos parar e interromper o que precisa ser feito. O Brasil e nós não vamos e não queremos esperar.  Os políticos deram um show de ódio ao Brasil, de egoísmo. Não são dignos nem de nossos pensamentos.

Corra e viva
Que a justiça, se houver, seja feita. Fizemos o que pudemos, legalmente, para nos livrarmos de todo o mal. Da maldição dos 13 anos que deixou a herança mais maldita. A "vez de todos eles"  vai chegar, mas o Brasil tem mais urgência. E o melhor lugar do mundo é aqui e agora.

Votos devassos e poéticos
Adaptando Vinicius de Moraes, foi-se o ano safado, ano assim nunca se viu! Levou David Bowie, Leonard Cohen e tanta poesia com Ferreira Gullar.  Levou Elke Maravilha, Cauby, Domingos, Babenco, Prince e levou D. Paulo Evaristo. E não contente, mas contundente, ainda deixa pra semente tanto estorvo pro Brasil! Ano pior só por encomenda. E Rubem Braga: Desejo a todos, no Ano Novo, muitas virtudes e boas ações e alguns pecados agradáveis, excitantes, discretos, e principalmente, bem-sucedidos.


Legenda: Embelezando a primeira coluna do ano, Ana Clara Pádua - Foto: Edy Fernandes
 
Curtas & Finas

* Outros queridos desaparecidos: Alan Rickman, Umberto Eco, Abe Vigoda, Muhammadi Ali, Gene Wilder, Johan Cruijff, Guilherme Karan, Gato Barbieri, Andrzej Wajda, Dario Fo, Carlos Alberto Torres, Flávio Gikovate, Bud Spencer, Vander Lee, Billy Paul, Villas-Boas Côrrea e vidas de Chapecó.

* O otimismo é uma boa forma de prudência. Estaremos juntos ano que vem. 2017 mil beijos e abraços.

* 2016: 2+1+6 = 9 e 9 fora é 0 e 0 é o Nada! 2017: 2+1×7=10. 9 fora =  1 e 1 é o início ou talvez o recomeço. Que 2017 venha pra renovar nossas esperanças na matemática e em um mundo, um país melhor.

* Ah! E olha aqui, Senhor 2016. Dispensamos a retrospectiva, tá? Melhor, passar só a parte do impeachment da Dilma, mas corta aquela parte do Renan festejando e mantendo os direitos políticos dela.  Pode mostrar algumas prisões também.

* E se vier, 2016 - Parte 2, tudo bem, às vezes, o segundo filme é melhor que o primeiro. Melhor que assistir "os melhores momentos" de 2016, com Faustão.