O adeus ao estilista “Azzedine Alaia”

Vitima de uma queda em sua casa, morre Azzedine Alaia, estilista tunisiano que criava roupas modelando e deixando  o corpo feminino, uma verdadeira escultura; Um alfaiate como muitos gostavam de classifica-lo!!!  -  A atemporalidade de suas criações, que jamais seguia tendências, deu a ele o apelido de mestre independente da moda.

Adorado pelo seus colegas, (coisa difícil nessa profissão de egos inflados), pelas modelos, e por profissionais da moda; Alaia quebrou a internet com a quantidade de mensagens de pesar pelo seus falecimento! O baixinho como era chamado pelos amigos, surgiu na moda  nos anos 80 já formado pela escola de belas artes, passou por importantes grifes, antes de criar seu atelier-maison  numa  esquina, no  bairro de Marais em Paris.

Seus aguardados desfiles, atualmente só na alta costura,  não tinham uma cadeira destinada  a  Anna Wintour, a temida  editora de moda  da Vogue americana, pois dizia não gostar do seu olhar medíocre? Convidado, recusou o convite  pela  direção da Dior para ocupar  o lugar do estilista John Galliano, despedido repentinamente por um inocente comentário antissemita num bar no bairro de marais - Uma de suas ultimas exposições, foi realizada em 2015, e mostrou aos visitantes que suas criações esculturais, se misturavam perfeitamente com as  obras importantes do acervo  da Galleria Borghese em Roma, um museu que abriga obras  com destaques como  o artista  Caravaggio.

O que confirma que sim, a moda pode ser uma arte, só depende de quem a cria.

Até, com mais de moda