Fim da Colette

O disparo da semana é a notícia que a Colette, templo mundial dos descolados , vai fechar em dezembro! Para quem não conhece ou nem é ligado nessa vibe a Colette é uma loja conceito tão incrível que, ao entrar nela, você se sente imediatamente fascinado pelo poder impar  que ela tem de aguçar de imediato os seus desejos. Sua proprietária é um francesa que antes de abrir esse templo de consumo tinha uma multi marcas meia boca, e que cansada de receber não das griffes que ela queria vender, decidiu abrir a Colette: um loja conceito na Rue de St. Honoré, local mais fashion na capital parisiense e jurou que só iria colocar para vender o melhor das melhores marcas do mundo. Quando a abriu à 20 anos atrás a loja explodiu, virando de imediato a queridinha fashion:  editoriais em todas as revistas de moda e o mundinho fashion se acotovelando nos caixas, jogando cartões e entregando pra deus.

Nas semanas de moda a pergunta era sempre a mesma: já foi na Colette? Sim, o disco virou (o vinil voltou) com griffes novas ou famosas se ajoelhando e implorando para colocarem suas coleções na Colette.  Mm  Rousseaux  tinha a resposta na ponta da língua: agora é a minha vez de escolher, nada de cornner de griffes, aqui eu escolho somente o que eu gosto!

Se bem o disse melhor o fez suas vitrines tentação, seu jeito inovador de expor o produtos, a mistura nas araras propondo produções  da griffe (a) com a griffe (b), uma infinidade de objetos escolhidos pelo seu apurado olhar, seu bar no subsolo para você  respirar e se abafar  com as águas vindas de todo mundo, fizeram da Colette a melhor loja conceito do  planeta.

Portanto é mais uma grande perda para a moda. Paris em dezembro para nós que amamos coisas belas, nem que seja só para mirar e mirar, vai ficar menos charmosa.  Nesses tempos em que a moda fica na roleta, onde as apostas ficam só nos básicos, e estilistas tendo que rezar um terço para conseguir soltar pelo menos um pouquinho de conceito, a roleta gira gira e só Deus sabe onde vai parar....

Até a próxima, com mais de moda e os seus folclores... à bientôt!