Minha Mãe é uma Peça

O festival Teatro em Movimento traz de volta aos palcos de Belo Horizonte o espetáculo “Minha Mãe É Uma Peça” com Paulo Gustavo, depois de onze anos de sua estreia. 

A remontagem vem para brindar e comemorar a brilhante trajetória de Dona Hermínia, personagem que conquistou todo o país e que já levou mais de 2 milhões de espectadores aos teatros e 15 milhões de espectadores aos cinemas de todo o Brasil, com os filmes Minha Mãe É Uma Peça 1 e 2. Nessa reedição, chamou-se o aclamado cenógrafo Zé Carratu, que imprimiu sua sofisticação a nova ambientação da peça e a figurinista Reka Koves, que trouxe a contemporaneidade ao visual da personagem. A iluminação é de Marcos Olivio, um craque, e a trilha sonora renovou-se na antiga e ultra bem sucedida parceria com Zé Ricardo. A direção continua com o talentosíssimo João Fonseca, premiado diretor de inúmeros sucessos do teatro brasileiro, parceiro já de longa data do Paulo em diversos trabalhos.

Quem assina esse extraordinário texto e dá vida a fulgurante Dona Hermínia, personagem com rara carga de humanidade, fator que gera identificação maciça do público, é o ator Paulo Gustavo, que consegue eletrizar o público com a mais perfeita tradução da personagem que ele mesmo criou. No presente momento o ator grava seu mais novo projeto para o canal Multishow, intitulado “A Vila” e com estreia prevista para agosto de 2017. Em A Vila, Paulo Gustavo será um ex-palhaço de um circo falido, que mora num trailer estacionado numa simpática vila, onde também habitam e transitam os mais hilários personagens.

Local

Palácio das Artes